Publicidade

Arquivo da Categoria RELIGIÃO

quinta-feira, 29 de outubro de 2015 família, homofobia, Politica, RELIGIÃO, Sem categoria | 14:16

É amanhã dia 30 de Outubro às 18:00 horas, São Paulo…#foracunha !!!

Compartilhe: Twitter

1779967_630318680337267_1309162207_n

É amanhã dia 30 de Outubro às 18:00 horas, São Paulo…#foracunha !!!

Amanhã, dia 30 de Outubro, as 18:00 horas, na Praça do Ciclista, São Paulo vai parar para dar um BASTA ! Pilula fica, Cunha sai ! Chega de usar as minorias para encobrir seus desmandos ! Chega de tirania e de falso moralismo ! Chega de intolerância religiosa, com as religiões de matiz africana ! Chega de intolerância contra os ateus, as mulheres, os homossexuais, os transexuais, os índios e todas as minorias ! Nós sabemos escolher o que queremos ! Chega de hipocrisia, corrupção, chantagem, manobras, acobertamentos, proselitismo, corporativismo dentro desse parlamento ! São Paulo vai gritar #ForaCunha e contamos com todas as mulheres, LGBTs, ambientalistas, jovens, universitários, e homens também e principalmente, com todos os defensores da Declaração Universal dos Direitos Humanos ! Vamos fazer a diferença, minha São Paulo, na construção de uma sociedade mais justa e humana para TODOS ! Vamos mostrar a força da maior cidade deste país ! Quero aproveitar para deixar aqui meu protesto contra a página do facebook Fora Eduardo Cunha, que tem 30.000 likes, inclusive com a minha ajuda, da militância LGBT e das Mães pela Diversidade, porque, me bateram a porta na cara hoje, quando fui pedir que me ajudassem a divulgar uma campanha virtual do aplicativo twibbon, que apenas insere na foto de perfil a frase : Na rua pelo #ForaCunha ! A justificativa foi que essa campanha…PASMEM…tem viés partidário ! Ou é muita burrice, ou a vontade não é tanta assim, ou existe má fé, ou o viés partidário está exatamente em quem acusa !

10294298_526516010781566_4275894540063672977_n

Mas enfim…vamos falar de Top Therm : O ato vai ser lindo, colorido e EFETIVAMENTE contra Eduardo Cunha, seu sectarismo, a opressão as minorias e em especial em defesa das mulheres e seu direito de escolha sobre o próprio corpo! Contamos com todos e com cada um de vocês ! Vai ter Mães pela Diversidade, Pedra no Sapato, Revolta da Lâmpada, Gadvs, coletivos feministas, transfeministas, ambientalistas o pessoal das universidades vai vir junto, enfim…vai ser lindo, colorido e São Paulo vai dar seu recado : NÃO PASSARÁ ! #Foracunha

www.facebook.com/events/1092887670730462/
Quem quiser participar da campanha virtual, segue o link é só clicar e colocar o #foracunha na foto do seu perfil da rede social !
http://twibbon.com/support/na-rua-pelo-foracunha?fb_ref=Default

Autor: Tags:

terça-feira, 29 de setembro de 2015 carta, família, homofobia, Politica, RELIGIÃO, Sem categoria | 12:19

Nós, as Mães pela Diversidade repudiamos o Estatuto da Família !

Compartilhe: Twitter

 

images

Nós as Mães pela Diversidade, não poderíamos silenciar frente ao Estatuto da Família que nos atinge de forma certeira e extremamente dolorosa ! Nós somos mães de pessoas LGBTs  e orgulhosas de nossos filhos !  A hierarquização do ser humano precisa ter um fim, é preciso que haja um basta ! Somos famílias SIM ! Nossas famílias são amorosas, bem constituidas e pautadas pela inclusão ! Nossos filhos apesar de serem considerados cidadãos de segunda categoria neste país, não deixam de cumprir seus deveres civis e neste caso, não são discriminados quando pagam seus impostos como qualquer outro ! Partimos do fato inquestionável de sermos cidadãos de um país  que se diz laico, democrático , civilizado e parte do mundo ocidental ! O estado é de todos aqueles que contribuem para o erário publico e o país é de todos aqueles que o habitam ! Não queremos nenhum tipo de privilégio para nossos filhos, mas exigimos  sim que se os deveres tem que ser iguais os direitos também sejam ! A equiparação da LGBTfobia ao racismo não constitui e jamais constituirá um privilégio ! Apenas queremos que nossos filhos estejam abrigados na MESMA lei que já abriga tantas minorias e populações alvo de discriminação inclusive a religiosa !  Para nós qualquer coisa diferente disso coloca em duvida a laicidade do Estado brasileiro e sua democracia e joga luz na hierarquização do ser humano que temos visto a larga e diariamente e que tem se naturalizado depois que o estado brasileiro foi rendido por forças religiosas detentoras de poder político econômico provindo  da exploração da fé ! Queremos que nossos filhos tenham o direito de se casar , porque junto com o casamento eles terão garantidos todos os direitos contidos neste ato civil, que são mais de oitenta  e que vão desde o direito a herança e adoção até o simples compartilhar de um plano de saúde e de ter regrada a guarda de filhos ! As Mães pela Diversidade vêem através desta carta pública e aberta ,  convocar a todos aqueles que amam uma pessoa LGBT que venham somar sua voz a nossa contra toda essa opressão  que nossos filhos estão sofrendo ! Queremos lembrar que jamais um heterosexual cisgênero foi morto ou levou uma lampada nos olhos neste país pelo simples fato de ser um heterosexual cisgênero ! Que nenhum branco deste país foi convidado a utilizar o elevador de serviço ou deixou de arrumar um emprego por ser branco! Que nenhuma igreja evangélica deste país foi invadida e teve seus símbolos sagrados destruídos  ou suas crianças apedrejadas por serem cristãos evangélicos!   Que o preconceito e a discriminação existem, não são lenda urbana, muito pelo contrário, são vivos e latentes. Pessoas LGBT são expulsas de suas casas crianças ainda e jogadas no gueto onde vão ser criadas por cafetinas. Se evadem da escola por não suportarem a discriminação. Não conseguem entrar no mercado de trabalho por sua condição sexual e sua identidade de gênero.  As pessoas LGBT são jogadas  pela sociedade na marginalidade quando  a sociedade fecha todas as portas e caminhos que levariam a uma vida de inclusão e honestidade e por absoluta falta de opção  essas pessoas caem na criminalidade, no tráfico , na prostituição e depois são cobradas e julgadas pelos mesmos que as jogaram lá ! A média de vida de um cidadão brasileiro é de quase 80 anos enquanto a de travestis e transexuais é de 34 anos e somos nós, a sociedade brasileira que estamos usurpando o direito a VIDA dessas pessoas !  Os discursos levianos que saem de púlpitos e palanques neste país matam e as pessoas que os proferem tem as mãos sujas de sangue ! O Brasil é o campeão mundial de assassinatos por LGBTfobia ! Nenhum outro país no mundo mata tantos LGBTs por simples ódio ! Nós mães, pais , famílias e amigos  tememos pela integridade física e moral de nossos filhos e este é um sofrimento que nos está sendo  impingido pelo estado brasileiro !  Quem nos devolverá a vida de Alexandre Ivo, Lucas Fortuna e Laura Vermont ?  Quem  devolverá a vida do menino de 8 anos morto por espancamento pelo pai no Rio de Janeiro por ser “viado” ? Quem devolvera a liberdade e a tranquilidade de andar nas ruas a André Baliera espancado em plena luz do dia por ser um LGBT ? Ao meu filho, sequestrado, ameaçado de estupro e de morte por horas por ser um LGBT ???  A menina lésbica apedrejada na rua  por ser uma LGBT  ?  Quem vai devolver o rim de Renata Peron perdido num espancamento por ser uma LGBT ? Quem curará esses traumas ? Quem cuidará dessas pessoas abandonadas a própria sorte por esse Estado ajoelhado, sequestrado e manipulado que deveria defende-las já que elas cumprem todos os seus deveres civis ? Quem garantirá a educação dessas pessoas ? A saúde dessas pessoas ? O trabalho a essas pessoas ? A segurança a essas pessoas ? Quem defenderá esses SERES HUMANOS vilipendiados de cima dos púlpitos e palanques deste país ???  A ONU ? A OEA ? O STF ?  Talvez a própria sociedade quando ciente da injustiça e da opressão que esta sendo sistematicamente praticada por aqueles que são pagos para nos defender ? Por tudo isso, nós as Mães pela Diversidade estamos aqui para pedir que todos aqueles que AMAM, que admiram um LGBT ou que simplesmente não suportam a injustiça se juntem a nós ! SOMOS FAMÍLIAS SIM ! Nenhum LGBT ou família de LGBT vai voltar pro armário, ninguém vai abaixar a cabeça, ninguém vai se esconder ou se limitar ao espaço de um gueto  ! EXISTIMOS  e  lutaremos pelo direito de nossos filhos  de estudar, de andar pelas ruas, de trabalhar, de estar, de amar , de viver e de SER !  O Estatuto da Família é o ovo da serpente ! Conclamamos a todas as famílias que tem e amam um LGBT que venham conosco defende-los e lutar por um Brasil verdadeiramente laico e democrático ,  justo e humano !

TIRE SEU PRECONCEITO DO CAMINHO, QUEREMOS PASSAR COM NOSSO AMOR !

Mães pela Diversidade

11132072_849620935109647_1511419936_n

Autor: Tags:

terça-feira, 5 de maio de 2015 família, homofobia, Politica, RELIGIÃO | 12:53

Qual a porcentagem, Ziraldo ?

Compartilhe: Twitter

 

Depois de um feriado desconectada da internet, eu volto ontem e me deparo com a entrevista de Ziraldo ! Em tempos de Eduardo Cunha e Bolsonaro, Ziraldo  é só mais um e que nem parecia tão hostil assim !  Meu filho é fotógrafo e é gay, e me lembro bem  o dia , faz uns anos já, em que ele fotografou Fernanda Montenegro pela primeira vez ! Segundo ele, a realização de um sonho ! Fernanda é gentil, é humana, não se incomoda de trocar de roupa, de cenário, o trata com carinho e delicadeza e o convida para assistir sua nova peça em um lugar especial  e completa, dizendo o quanto é gratificante  saber-se amada por essa nova geração !

317028_10150470792385898_1954567915_n

 

Na realidade, Fernanda é amada por TODAS as gerações e quando usa sua profissão para desconstruir preconceitos , restituir direitos e salvar vidas deveria ser mais amada. Mas , resultado desses tempos obscuros, Fernanda está sofrendo , uma das nuances daquilo que nós mães de LGBTs e nossos filhos conhecem tão intimamente : a homotransfobia ! Qual a porcentagem de mães de LGBTs, Ziraldo ? Provavelmente 10 % da população, posto que LGBT não cai de paraquedas no mundo ou é filho de chocadeira ! LGBTs, tem MÃES sim e somadas a seus filhos são 20 % da população do planeta ! Maternidade esta, marginal , como quer fazer crer essa sociedade doente ! São MÃES, Ziraldo, que não dormem a noite enquanto não veem seus filhos dentro de casa, por medo de que não voltem ,  por medo de encontra-los mortos em alguma sarjeta por aí , vítimas desses destiladores de ódio cotidianamente endossados por ícones dessa sociedade hipócrita ! A mãe do LGBT,  deve estar a esta hora, lidando com seus dramas pessoais,  talvez , no melhor estilo,”  A escolha de Sofia” , tentando resolver de qual filho vai abrir mão, se do LGBT, ou do homofóbico , já que o homofóbico não aceita viver com o LGBT  ! A MÃE do LGBT, Ziraldo, estará a esta hora, tentando colar os pedaços da sua vida esfacelada pela LGBTfobia !  Está resolvendo, se vai ficar do lado do filho ou do marido machista, se do filho ou desse  Deus carrasco das religiões abraâmicas, se do filho  ou do pastor, se do filho, ou da “família, se do filho, ou dos “amigos” ! Talvez, Ziraldo, você não saiba, que a porcentagem de mães é de uma para cada LGBT, mas mais importante que isso, é que cerca de 80 % dessas mães, tem seus casamentos desfeitos e suas famílias destruídas, e quando falamos de identidade de gênero, esse número sobe assustadoramente para quase 100% !  Nossos filhos foram todos um dia Meninos Maluquinhos e desde sempre nós mães pudemos ler a verdade e a inocência em seus olhos ! E o mundo de todas nós caiu e o chão se abriu, quando nos demos conta de toda a opressão e o sofrimento que essa sociedade DOENTE  impingiria aos nossos filhos ! Nós, Mães de LGBTs, estamos saindo do armário e engrossando fileiras para gritarmos junto de nossos filhos ! Nós lutamos pelo direito de nossos filhos de se casarem, adotarem , terem seus filhos como bem entenderem , aumentarem e  perpetuarem as nossas FAMÍLIAS ! Lutamos pela criminalização da homotransfobia para que nossos filhos possam exercitar como todos o direito de ir e vir sem levarem uma lâmpada na cara, uma cuspida ou serem xingados e achincalhados no meio do passeio público ! Lutamos, por políticas publicas que levem a educação e ao respeito por nossos filhos ! Lutamos contra ABSURDOS como o estatuto da família e a cura gay ! Lutamos para que nossos filhos desfrutem do direito básico de SER ! Para que escrevam suas histórias e scripts  com liberdade e da forma como se sentirem confortáveis e felizes ! Lutamos para que não sejam presos em caixinhas fundamentalistas ! Lutamos pela  integridade física e psicológica de nossas crianças ! Lutamos contra a educação LGBT fóbica que faz com que nossos filhos se evadam da escola. Lutamos pela inclusão no mercado de trabalho !  Lutamos por tantas coisas que você jamais  sonhou com sua vã filosofia ! Eu adoraria que você se colocasse no lugar de Angélica Ivo, que teve seu filhinho Alexandre, de 14 anos, torturado e assassinado.  Que se colocasse no lugar da esposa de Cássia Eller que para além de lidar com a morte da companheira, teve que engolir o choro para lutar pelo filho e pela vida que construiram juntas. Que se colocasse no lugar de Renata Peron que viu lá na Paraiba, tantos LGBTs empalados com cabo de vassoura e mortos , assustada com o que o destino lhe reservaria ! Que se colocasse no lugar de Débora Pereira, mãe de um menino trans, que viu o filho se auto  mutilar para apagar os seios. Que se colocasse no lugar de João Nery, que teve a vida destroçada pela transfobia ! Que se colocasse no lugar de Angela Moysés que viu a filha ser A-PE-DRE-JA-DA ! Que se colocasse no lugar de Avelino Fortuna que teve que buscar o corpo do filho Lucas , assassinado em uma viagem de trabalho ! Que se colocasse no lugar dos pais de André Baliera que viram o filho ser espancado em um semáforo em plena luz do dia ! Que se colocasse no lugar de tantos de nós…porque é isso que falta nesse mundo, que nos coloquemos no lugar do outro ! Quem sabe nesse dia, as Mães de LGBTs se tornem visíveis a seus olhos… Ziraldo ! Nos respeite, respeite nossa dor, nosso sofrimento, nossa vivência , nossos medos e principalmente , respeite nossos filhos ! Por tudo isso, nós MÃES de LGBTs , falamos emocionadas e em uníssono : OBRIGADA, FERNANDA…MUITO OBRIGADA !

 

11132072_849620935109647_1511419936_n

Autor: Tags:

sexta-feira, 13 de março de 2015 família, homofobia, Politica, RELIGIÃO, Sem categoria | 17:20

Mães pela Diversidade

Compartilhe: Twitter

10149224_250196531819735_941601197_n

Sabe, eu sempre escutei do Luis meu amigo e do André meu filho, sobre o desespero que eles sentiam na adolescência, por olhar em volta e não enxergarem iguais ! A crueldade de se constatar que se está sozinho no mundo, e mais tarde, a doce e feliz experiência de encontrar o primeiro igual e se sentir acolhido, depois o segundo,  que já é quase uma turma. Quando chega o terceiro , o quarto e o quinto…é quase inclusão e o ser DIFERENTE passa a não doer tanto !  Eu mesma, desenvolvi uma fobia social bem horrorosa logo que o André se assumiu, porque eu queria falar sobre o que eu estava sentindo, eu queria dividir com alguém, mas eu olhava em volta e não identificava ninguém que quisesse me ouvir, chorar e rir comigo, compartilhar a realidade de medo onde eu tinha sido inserida por amor profundo ao meu filho !  É tão difícil, é tão complicado ! Todo mundo que me acompanha sabe a minha história a partir daí ! Hoje, eu me sinto recompensada todos os dias,  pela alegria sincera, pelo alívio e pela emoção daquela  mãe láaa do interior do  Rio Grande do Sul, ou aquela do litoral do Nordeste, ou até mesmo a do centro de São Paulo, quando elas encontram o MÃES PELA DIVERSIDADE !  Encontrar iguais é OASIS no deserto onde estamos despejadas ! Dividir anseios, medos, revoltas, esperanças, ter com quem chorar e para quem dar a mão , SER COMPREENDIDA, são ingredientes básicos para vida plena, para que possamos sair do tão dolorido anonimato !  Nós todas sabemos o que é a tortura da solidão . Sabemos na pele que o machismo é a base da LGBTFobia, tanto assim que raríssimas mães que se levantam para defender os filhos LGBT, permanecem casadas .  Nossas famílias estão sendo esfaceladas pela LGBTfobia com  todas as suas formas e nuances ! Sabemos todas da sensação de sufocamento pelas palavras que morrem dentro de nós quando somos silenciadas pelo ódio da sociedade e até mesmo de nossas próprias famílias,  por nossos filhos ! E é por isso que enquanto existir uma única mãe de LGBT chorando sozinha neste país , as MÃES PELA DIVERSIDADE não desistirão de lutar !  Onde tiverem 2 LGBTs protestando, haverá  uma Mãe pela Diversidade com eles !  Em qualquer Casa do Povo deste país em que forem feitas leis para oprimir nossos filhos, as Mães pela Diversidade estarão gritando ! Por tudo isso conclamamos a todos aqueles que prezam a justiça,  a humanidade e a solidariedade para que venham conosco para a linha de frente lutar por nossos filhos ! Nós não suportamos mais ver diariamente nossos filhos INOCENTES, serem ameaçados, oprimidos, segregados, vilipendiados, torturados e mortos por sua orientação sexual e identidade de gênero  ! E como muito bem lembrou a Deputada Erika Kokay, A LGBTFOBIA É CONSTRUIDA NOS PULPITOS E TRIBUNAS DESTE PAÍS ! E eu completo, por afiadores de faca travestidos de pastores ,apostolos, bispos, deputados e senadores ! Nós temos URGÊNCIA de mudar essa realidade e acabar com o verdadeiro genocidio da população LGBT, que se agrava rapidamente com o avanço do fundamentalismo e sua artimanha política ! Convidamos a todos os amantes da liberdade deste país LAICO para que venham gritar conosco ! MÃES PELA DIVERSIDADE ! #nossafamíliaexiste  #portodasasfamílias

https://www.facebook.com/groups/842555495786499/?fref=ts

 

 

 

1779967_630318680337267_1309162207_n

Autor: Tags:

terça-feira, 27 de maio de 2014 família, homofobia, PLC 122, Politica, RELIGIÃO | 15:58

Obrigada Senhor !

Compartilhe: Twitter

 

396369_3250968759826_1889566520_n

Eu vou pegar o gancho da entrevista que dei na sexta para o Globo, para continuar dizendo o que eu acho da abertura da Igreja Católica Apostólica Romana – ICAR.  Eu fui batizada na Igreja Católica e os meus filhos também. Questionadora que sou, sempre senti um incomodo muito grande por pertencer a uma religião que promoveu Cruzadas, uma Inquisição, omissão frente a genocídio de índios, escravidão ,  holocausto e aos milênios de sexismo e opressão as mulheres e LGBTs. Sabendo que todos estes  são atos humanos, resolvi seguir preservando o divino e o sagrado dentro de mim.

CURTA O IGAY NO FACEBOOK 

Apesar disso, quando meu filho mais velho se assumiu gay, eu tive que usar a máxima popular: “Os incomodados que se mudem” ! Eu não sou mais católica, porque quando eu mais precisei  eu não pude contar com a minha Igreja, muito pelo contrário. Foi o primeiro lugar que procurei e inócuo foi. Queriam enfiar meu filho de volta pra dentro do armário. Surpresa nenhuma vindo do maior armário universal.

10155605_522778524488648_5897666656044841321_n

Hoje eu sei separar bem  religião e religiosidade. Apesar disso, continuei devota de minha Nossa Senhora a quem peço todos os dias que cubra meus filhos com seu manto sagrado ! Nos últimos anos tenho tido a grata surpresa de me deparar com vozes que lentamente se levantam na defesa dos LGBT dentro das Igrejas . São padres, rabinos e  pastores que gradualmente se colocam a serviço do enfrentamento a homofobia e suas matizes tão injustas. Poderia citar aqui Padre Beto, Rabino Nilton Bonder, Pastor Ricardo Gondim, Pastor Marcio Retamero  e tantos outros. Seria eu uma intolerante se fosse buscar nas fogueiras da inquisição motivos para odiar a ICAR  sendo eu, hoje, testemunha da tentativa de mudança.

Na visita do Papa Francisco, pudemos ver a Diversidade Católica na JMJ. Logo depois vieram as declarações do Papa. Logo depois vieram as novas diretrizes da CNBB e que trazia em uma de suas pautas, pauta aliás que me arrancou lágrimas, o acolhimento a casais homoafetivos  e que os filhos destes fossem mais que acolhidos, fossem batizados. Em seguida, vimos o apoio do CONIC (Conselho Nacional de Igrejas Cristãs no Brasil) do qual faz parte a ICAR, com assinatura em carta aberta ao PLC122 que pedia a equiparação da homofobia ao racismo.

10309039_537975359635631_8581558712593618181_n

Neste meio tempo, vimos Padres do mundo todo se posicionando contra as injustiças e a opressão sistemática ao povo LGBT .  A felicidade de nossos meninos ,  meninas e famílias sexodiversas que teem no sagrado seu ponto de equilibrio, foi tão grande,  tão imensa que cartazes homenageando esses religiosos inundaram as redes sociais.

Mas o ápice aconteceu as vésperas da Parada LGBT , quando a Arquidiocese de São Paulo emitiu a seguinte nota:

” Nota da Comissão Justiça e Paz da Arquidiocese de São Paulo

Fiel à sua missão de anunciar e defender os valores evangélicos e civilizatórios dos Direitos Humanos, a Comissão Justiça e Paz de São Paulo (CJPSP) vem a público manifestar-se por ocasião da 18ª Parada do Orgulho LGBT que se realiza na Av. Paulista no próximo domingo, dia 04 de maio de 2014.

Nosso posicionamento se fundamenta na Constituição Pastoral Gaudium et Spes, aprovada pelo Concílio Vaticano II, que diz: “As alegrias e esperanças, as tristezas e angústias dos homens de hoje, sobretudo dos pobres e de todos aqueles que sofrem, são também as alegrias e as esperanças, as tristezas e as angústias dos discípulos de Cristo; e não há realidade verdadeiramente humana que não encontre eco no seu coração.”

Assim, a defesa da dignidade, da cidadania e da segurança das pessoas LGBT – lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais – é imprescindível para a construção de uma sociedade fraterna e justa. Por isso não podemos nos calar diante da realidade vivenciada por esta população, que é alvo do preconceito e vítima da violação sistemática de seus Direitos Fundamentais tais como a saúde, a educação, o trabalho, a moradia, a cultura, entre outros. Além disso, enfrentam diariamente insuportável violência verbal e física, culminando em assassinatos, que são verdadeiros crimes de ódio.

Diante disso, convidamos as pessoas de boa vontade e, em particular, a todos os cristãos, a refletirem sobre essa realidade profundamente injusta das pessoas LGBT e a se empenharem ativamente na sua superação, guiados pelo supremo princípio da dignidade humana.”

10313987_300751750087211_633931675309930883_n

A semana passada, a consagrada revista Vida Pastoral , foi toda dedicada a sexualidade homoafetiva e pela primeira vez na sua história, trouxe um artigo de uma pessoa que não é padre, nossa querida Edith Modesto, e outro daquele que sempre traz em suas palavras um bálsamo para nossas almas sofridas, nosso amado Padre Luís Corrêa Lima. Neste dia recebi uma mensagem de um menino…Emmanuel, que beirava a loucura de tanta felicidade e desejo de outra vez abraçar sua fé.

10302648_572985176149561_2433075777755157429_n

Por último, tivemos  a declaração do Secretário Geral da CNBB, Dom Leonardo Steiner, que diz que uniões entre pessoas do mesmo sexo precisam de amparo legal.

Dito isso, eu espero que as pessoas entendam que sim, estão havendo reais  mudanças na Igreja Católica. Hoje o Papa Francisco soma sua voz a de outros dois grandes líderes religiosos mundiais, Desmond Tutu e Dalai Lama pelo fim da perseguição ao povo LGBT.

Lembrem-se sempre, que os países com esmagadora maioria católica são os que mais somam avanços na causa LGBT, Espanha , Portugal, Argentina e Uruguai.

Sigo com minha fé…porque…CONTRA O AMOR NÃO HÁ LEI ! GÁLATAS 5:23

Dito tudo isso, eu, essa mãe de LGBT, devota de Nossa Senhora, só tenho uma coisa a dizer: OBRIGADO SENHOR, OBRIGADO PAPA FRANCISCO ! E termino com um presente que ganhei de um padre…aquele que enxugou minhas lágrimas e que fez com que eu levantasse a cabeça e seguisse com dignidade e amor ao meu filho…

 

1237305_395320540567781_1824445792_o

 

 

Autor: Tags:

terça-feira, 17 de dezembro de 2013 PLC 122, RELIGIÃO | 19:14

Que 2014 seja pautado pela união do movimento LGBTT e pela defesa do Estado Laico

Compartilhe: Twitter

Brasil-laico

Quarta feira saberemos se o PLC 122 vai ser aprovado ou não. Se for, que linda comemoração vai ser. Se não, teremos que esperar a tramitação da ADIN (Ação Direta de Inconstitucionalidade) e o julgamento pelo STF (Supremo Tribunal Federal).

De qualquer forma, em 2013 vimos o avanço do fundamentalismo, que agora vem mais assustador tentando se instalar em órgãos de classes, na polícia, no ensino…enfim… tomando uma proporção assustadora. Com certeza, as camadas mais altas da pirâmide social, tão pouco acostumadas a olhar para baixo, ainda não se deram conta do fenômeno político-social que cresce na proporção de um bolo lotado de fermento e que logo estará fora de controle. E vendo nossa preocupação, que quase já beira a histeria, devem nos julgar insanos, coisa típica de militante LGBTT.

ACOMPANHE O IGAY NO FACEBOOK 

Eu proponho, e longe de mim parecer a Poliana, mas proponho, pelo muito assustada que estou, que em 2014 esqueçamos as divisões ideológicas do Movimento LGBTT e que todos, todos, nos unamos ao redor da defesa do ESTADO LAICO. Quando percebemos a engrenagem que se criou como círculo vicioso, da lavagem de dinheiro do tráfico por essas entidades religiosas isentas de impostos que se transformam em poder econômico absurdo, que financiam o poder político, precisamos pensar nas estratégias que usaremos em 2014. Essa não é mais uma luta LGBTT, mas sim de toda a sociedade comprometida com a democracia e a laicidade do Estado.

brasilNão podemos ficar esperando que a Polícia Federal ache mais um fio da meada como o do Pastor preso no Rio para puxar, pode ser tarde… Não podemos mais perder tempo com quedas de braço entre nós mesmos, porque precisamos todos puxar a corda para um mesmo lado.

Mas foi também 2013 o ano em que vimos a Igreja Católica, talvez até mesmo por estar percebendo a ameaça como nós, vir com um discurso de paz crescente que, entre barracas da diversidade na JMJ (Jornada Mundial da Juventude) e notas da CNBB (Confederação Nacional dos Bispos do Brasil) sobre o acolhimento dos filhos de famílias sexodiversas, culminou com a assinatura através do CONIC (Conselho Nacional de Igrejas Cristãs), na carta aberta de apoio ao PLC 122 ao Senado. Então, que paremos de ir buscar na inquisição ou nas cruzadas elementos de discórdia e aceitemos esta trégua como muito bem vinda.

Precisamos de estratégias EFETIVAS de enfrentamento a essa nuvem teocrática que paira sobre nós. Precisamos de campanhas informativas sobre o Estado Laico, precisamos de gente que tenha a coragem de falar sobre o que está acontecendo e precisamos de alianças, muitas… Com todos os movimentos de minorias, negra, feminista, das religiões afro, e com a maioria também.

Precisamos da união de todas as letras LGBTT, sejam elas de esquerda, direita ou centro, com PT, PSDB, PPS, PV, PSOL ou quaisquer outras. Aqui eu posto o vídeo do Pastor Caio, um dos poucos que têm a coragem de fazer a leitura do momento atual.

E que 2014 seja pautado pela união do movimento LGBTT e pela defesa do Estado Laico. É isso que peço a Deus e espero com todas as minhas forças.

“Um dia vieram e levaram meu vizinho que era judeu. Como não sou judeu, não me incomodei. No dia seguinte, vieram e levaram meu outro vizinho que era comunista. Como não sou comunista, não me incomodei. No terceiro dia vieram e levaram meu vizinho católico. Como não sou católico, não me incomodei. No quarto dia, vieram e me levaram; já não havia mais ninguém para reclamar…” Martin Niemöler-1933-Simbolo da resistência ao nazismo.

brasil-dois

Autor: Tags:

quarta-feira, 4 de dezembro de 2013 carta, homofobia, RELIGIÃO | 17:29

Teocracia NÃO, PLC 122 SIM !!!

Compartilhe: Twitter

Eu não quero acreditar que novamente isso a que chamam Congresso Nacional vai engavetar o PLC 122. A desculpa foi qual desta vez ??? O Governador Deda morreu…e eu sinto muitíssimo, mas me preocupo também com o monte LGBTs que morrerá daqui pra frente no Brasil todo porque os Senadores estavam em Aracajú, prestando as homenagens ao Governador enquanto tinham uma lei de Direitos Humanos esperando para ser votada.

Alguma coisa tá fora da ordem… Eu não quero acreditar que a última minoria dos direitos individuais vai mais uma vez ser jogada ao descaso e ter seus direitos usados como moeda de troca nessa valsa que esse Parlamento nos impõe de um passo para frente e dois para trás. São 12 anos pra aprovar uma lei minha gente…se fosse um aumento de salário para o legislador, com certeza 24 horas seriam suficientes.

CURTA O IGAY NO FACEBOOK 

Mas o que esperar de um país que caminha a passos largos para uma Teocrácia Fundamentalista sem que ninguém faça nada para conter ? E enquanto isso, jogam migalhas de pão e circo ao povo em forma de COPA, para criar uma cortina de fumaça . Esse expediente, deveria ter ficado lá na Ditadura Militar… e justamente os opositores ferrenhos voltam décadas depois com a mesma artimanha batida e manjada. Está na hora da bancada petista mostrar seu valor no movimento social e honrar o MEU voto. E que mostre JÁ com seus 12 Senadores, mesmo que os outros 69, incluindo os 3 da bancada evangélica, 3 minha gente de 81 ( não tem alguma coisa muito estranha ?) votem contra a aprovação. Porque caso contrário a única coisa que vai conseguir nos dar é a certeza de que está sequestrado por essa bancada mequetrefe (me desculpa Willian Souza, mas não consigo mais segurar).

PLC 122

 A carta aberta que a militância LGBT escreveu ao Senado em apoio ao PLC122, tem dentre as inúmeras assinaturas a do CONIC, CONSELHO NACIONAL DE IGREJAS CRISTÃS DO BRASIL, que reúne as igrejas Católica Apostólica Romana ( ICAR), Evangélica de Confissão Luterana no Brasil ((IECLB), Sirian Ortodoxa de Antioqua ( ISOA), Episcopal Anglicana do Brasil (IEAB) , Metodista e Presbiteriana Unida (IPU). Aquela parte nobre da Igreja Cristã que está acordando e abrindo os olhos para os desmandos dos VENDILHÕES DO TEMPLO, expulsos por Jesus e não quer mais seus nomes associados a eles. Porque se é direito perseguir com base na Bíblia que é um livro exclusivamente dos cristãos, eles seriam os primeiros a serem perseguidos com sua teoria da prosperidade, porque foi Jesus em pessoa que expulsou os vendilhões do templo. E mais… Jesus Cristo foi o primeiro defensor do ESTADO LAICO quando disse: A César o que é de César e a Deus o que é de Deus. São esses vendilhões que estão agora sendo expulsos de Angola e que o Conselho das Igrejas Evangélicas de Portugal não aceitou como membros.

Como pode acontecer perseguição religiosa a uma minoria em pleno 2014 ?? Eu não consigo entender. Já ouviram o ditado “ OS INCOMODADOS QUE SE MUDEM” ? Quem sabe uma ilha no melhor estilo Papillon, para esses que tem tanta dificuldade para conviver com a diversidade, não seria o ideal. Ontem eu conversava com um amigo HETERO que tem dois filhos pequenos, e ele me dizia que está pensando em mudar para outro pais, por estar sinceramente preocupado com o avanço fundamentalista e a onda de conservadorismo. Porque a perseguição sistemática dessa ala de comerciantes da fé aos gays e as religiões afro, amanhã pode ser as mulheres, aos apreciadores de um bom whisky, aos lutadores de sumô, aos cinéfilos aos psicólogos, aos ciclistas ou sabe-se lá quem mais esses sequelados vão inventar de perseguir.

CONICO fato é, que antes da chegada dessa corja proveniente dos EUA , onde obviamente perderam a guerra cultural, o Brasil era um país pacífico e HUMANO. Aí eles enxergaram por aqui, um terreno fértil devido ao descaso com a educação e foram criando suas raízes nojentas. E hoje, o nosso país, virou um caldeirão de ódio , discriminação e sujeira de todo o tipo. E o poder econômico deles, proveniente do comércio da fé e vai saber mais de onde (vide o Pastor midiático recentemente preso no Rio de Janeiro e que contou com a incondicional solidariedade dos pares), se transforma em poder político e sequestra o Estado.

Outro fenômeno que pode ser facilmente detectado hoje, pelo menos em São Paulo, é que a esquerda , continua querendo usar a lenda de que são os benfeitores da comunidade LGBT, que pode ter sido verdade um dia, mas hoje um olhar um pouco mais atento, desvincula o conservador de costumes desta ou daquela ideologia política. O eleitor paulista é um conservador sócio econômico, principalmente no interior do estado, mas não um conservador de costumes. E se a esquerda quer usar esse título ad eternum, que mostre na votação do PLC 122 sua coerência.E digo isso com a maior tranquilidade, já que hoje Dilma governa com meu voto e o Senador Suplicy também e este já perdi até as contas de quantos mandatos teve e terá com meu voto, e tenho a absoluta certeza que o MEU senador vai votar pela aprovação do PLC. Mas e o resto da bancada petista?

Eu espero sinceramente que este acordar do CONIC, este acordar do meu amigo hetero, este desvincular deste eleitor de direita com o conservador ismo de costumes, viralizem e nos façam ver uma luz no fim do tunel rumo a um Brasil LAICO, DEMOCRÁTICO E LIVRE DE TODO E QUALQUER TIPO DE DISCRIMINAÇÃO. Que a comunidade LGBT pare de ser usada, perseguida, e que se de ao povo LGBT o direito pleno de cidadão contribuinte que é. Que toda essa força tarefa usada para barrar os direitos de uma minoria, passe a ser usada na luta por uma educação de qualidade, por uma saúde de excelência, por um sistema carcerário humano e digno, pelo fim da violência contra a mulher, o idoso, a criança, o deficiente físico, as travestis e transexuais, ao LGBT como um todo e no combate EFETIVO e REAL a lavagem de dinheiro do tráfico e todos os envolvidos (cara de paisagem).

Que o Estado e as Igrejas que fazem parte do CONIC, entrem na comunidade carente para prestar assistência e acabar de vez com o círculo vicioso que se formou com a chegada desses falsos cristãos, falsos profetas, falsos ungidos que ao contrário de todo e qualquer ensinamento de Jesus fazem do ódio o mote da sua vida. Que os partidos e políticos que usam nossa causa e levantam nossa bandeira com fins eleitoreiros… desta vez dêem um recado claro e mostrem seu real envolvimento com o movimento social… E QUE DEUS LIVRE O NOSSO PAIS DOS NEO…FUNDAMENTALISTAS !!! PLC 122 JÁ !!!

 

BARCO

LEIA AQUI A CARTA ABERTA PELA PLC 122

PS: Não aceito mais comentários, porque a Comunidade LGBT não merece ser agredida num espaço que é seu e só seu . Quem quiser falar de Adão e Ivo, que vá procurar um site gospel.

Autor: Tags:

segunda-feira, 21 de outubro de 2013 Comemoração, família, homofobia, RELIGIÃO, Sem categoria | 15:29

Dia Nacional de Valorização da Família, 21 de Outubro

Compartilhe: Twitter

Hoje , 21 de Outubro, é o Dia Nacional de Valorização da Família e eu tenho muitos motivos para comemorar a minha. Apesar de toda cena adversa com que me deparei quando meu filho aos 14 anos se assumiu gay, eu escolhi lutar.

ACOMPANHE O IGAY NO FACEBOOK 

Não pensem que foi fácil, o mundo é sim HOMOFÓBICO. Nessa minha luta para preservar a minha família, tive que ultrapassar obstáculos, como uma depressão profunda, fobia social , um instinto de superproteção ao meu filho que quase me levou a loucura, oportunistas querendo se aproveitar da minha…da nossa fragilidade e a quase dissolução de um casamento de 25 anos.

Tinha sempre como companhia, o medo incontrolável de que a integridade física e moral do meu filho fosse violada…que ainda existe, mas que com o tempo aprendi a controlar. Essa é uma trajetória , muito comum de mães e pais de filhos LGBT. A minha história é só mais uma dentre milhões, por isso não me considero nenhuma heroína atípica. Sou apenas mais uma MÃE…mas eu não sou de reza, apesar de ter sim minha crença…eu sou de luta. Minha crença, me é cara, por isso prefiro guardar só para mim dentro do meu coração.

Eu tenho, a certeza absoluta, que Nossa Senhora, mãe como eu, para quem entreguei meus filhos quando nasceram, segurou minha mão o tempo todo nessa caminhada e me fez vencedora. Hoje, posso dizer…sobrevivemos…somos felizes ! Somos unidos por laços de amor e afeto, nos amamos, nos ajudamos, nos respeitamos e estamos todos ansiosos a espera do primeiro bebe, que vai ser amado e protegido por todos nós seja ele filho de Guilherme e Gabriela ou de André e Fábio.

Eu tive a sorte que muitos não tem…a de contar efetivamente com a minha família , com meu marido, minha filha, meu genro, com meus pais, que nunca saíram do meu lado, meus irmãos, cunhados e sobrinhos que nos envolveram de amor e incluíram, meu filho. Sou sim vitoriosa, mas também fui abençoada por ter pessoas VERDADEIRAMENTE a serviço do bem ao meu lado. E por isso, por tudo isso, tornei mote da minha vida, ajudar a outros pais e famílias, a outros filhos, que muitas vezes não tem mais as suas famílias, a fazer parte dessa nossa grande família LGBT , superando essas imensas e que as vezes parecem intransponíveis barreiras que nos são impostas por aqueles que se dizem ungidos, mas que no fundo , contrariando os ensinamentos de Jesus Cristo, não passam de mera tentativa de hierarquizar o ser humano e comercializar a fé.

Vir me rasgar em público, é um preço muito pequeno perto da grandiosidade da minha causa. Serei sempre grata por ter tido um grande e verdadeiro mensageiro de Deus no meu caminho…um Padre, desses de VERDADE. Serei grata por estar podendo assistir o levante contra a injustiça…Papa Francisco, Desmond Tutu, Dalai Lama, Rabino Nilton Bonder, Pastor Ricardo Gondim, Reverendo Márcio Retamero…e tantos, tantos outros, padres, pastores , monges e rabinos, católicos, evangélicos, judeus, budistas, espíritas, ateus… seres humanos. Agradeço por poder ver a eloquência no poder de Jean Wyllys e Erika Kokay….por termos Ayres Britto e Maria Berenice na justiça, pelas palavras seguras de jornalistas jovens como… Vitor Angelo, Leonardo Sakamoto e Matheus Pichonelli…o acalanto de poetizas como Lygia Fagundes Telles, a força de tantos nomes da arte, do esporte e da sociedade civil se levantando. Nós não temos o direito de desanimar em memória de Lucas Fortuna, Igor Xavier, Alexandre Ivo, José Ricardo e tantos outros que tiveram suas vidas prematuramente ceifadas pela homofobia…ninguém vai calar a nossa voz !

Por tudo isso….PARA O ALTO E AVANTE FAMÍLIA LGBT! Somos sim famílias…bem constituídas, amorosas, inclusivas, honestas , trabalhadoras e pagadoras de impostos. Exigimos os direitos civis de nossos filhos e ninguém vai poder segurar o curso da história, nós existimos, resistimos , estamos aqui, e aqui continuaremos, prontos para defender os nossos filhos !!

O DIREITO SE SER NÃO PODE SER MENOR QUE O DIREITO DE CRER ! PARABÉNS FAMÍLIA LGBT PELO NOSSO DIA, POR NOSSA LUTA …POR NOSSAS VITÓRIAS ! QUE NÓS FAMÍLIAS SEXODIVERSAS, SEJAMOS VALORIZADOS PELO AFETO E AMOR INCONDICIONAL QUE NOS UNE ! PRIDE !

VEJA COMO FOI O I ENCONTRO MÃES PELA IGUALDADE

LEIA A CARTA ABERTA À BRASILIA 

 

 

 

Autor: Tags: ,

sexta-feira, 3 de maio de 2013 RELIGIÃO | 15:55

Obrigada, Padre Beto

Compartilhe: Twitter

Isso é resultado de uma reflexão minha. Não tenho o menor interesse em defender igreja nenhuma, mas sei que a intolerância reside dos dois lados da guerra e peço aos meus aliados intolerantes uma visão mais ampla. Que não coloquem os conservadores, letristas, corruptos e pedófilos católicos para ferver no mesmo caldeirão com aqueles que realmente dedicam a vida ao próximo, que existem e não são personagens de contos de fadas. Não é a regra, mas são muitos.

Sábado passado, fui almoçar com um casal de amigos gay para discutir sobre uma próxima pauta. No meio do almoço, toca o celular de um deles. Quando desliga, me conta que era o padre da paróquia que eles frequentam dizendo que sentiu a falta dos dois na última missa e convidando-os para a missa de domingo. Contam-me que, em breve, vão se casar e que o padre irá abençoar o casamento dos dois! Surpresa? Nenhuma! Escuto essas histórias quase todos os dias, nessa minha estrada LGBTT.

Sou batizada, fiz primeira comunhão, crisma e casei, mas, há muito tempo atrás, percebi que não gostava da Igreja, de seus dogmas e que não precisava dela para ter o Sagrado. Eu não gosto da palavra “moral” que pontua a Igreja. Eu me guio pela palavra “ética”. Eu sempre tenho a impressão que essa palavra “moral” serve para que uns cuidem da vida dos outros e a palavra “ética” serve para dirigir a sua própria. Sou agnóstica faz tempo, mas torço para que a religião na qual fui criada evolua e sobreviva, porque toda decadência chega a um ponto final.

Entristece-me que os padres tenham que dar bênçãos e levar sua palavra de esperança e fé cheios de subterfúgios, com medo do cala boca do clero conservador que amedronta até a mim, que pouco tenho de medrosa e que, com seu formato caricato de tribunal da inquisição, me remete a filmes de terror. Alegra-me, contudo, que ao tempo ninguém pode parar e que esse tribunal inquisidor logo será substituído e, muito provavelmente, por esses que hoje sopram o amor escondidos em suas Paróquias. Mas consigo entender o anseio de muitos e tantos gays por serem aceitos por sua Igreja e por se revoltarem quando não são.

No domingo, quando recebi a notícia de que a CNBB tinha dado novas diretrizes, me animei, de verdade. Achei que poderia ser o começo de uma mudança. Acolher as novas famílias e batizar os filhos delas, talvez seja sim o despontar de uma nova era. No mesmo dia, soube da expulsão do Padre Beto da Igreja e, no dia seguinte, da excomunhão. Ok, eles têm todo direito, nós não podemos questionar a expulsão ou a excomunhão. É uma instituição e, como todas, tem suas regras, mas podemos nos indignar.Quem sou eu para dar minha opinião sobre uma instituição milenar.

O padre Beto durante entrevista coletiva em sua residência em Bauru (SP)

Eu simplesmente pego meu boné e me retiro, mas tem coisas que me parecem tão óbvias! O padre estuda muito. A Igreja forma muito bem esses padres. Investe em sua instrução. São professores, mestres e doutores. Teólogos todos são e os Jesuítas são ainda com mais requinte. Muitos deles são também poliglotas, historiadores, sociólogos, filósofos, intelectuais que, lá no intimo do seu ser, talvez concordem com Saramago quando diz que a Bíblia, escrita por homens, é amedrontadora e incoerente com a palavra de Jesus. Para que seguissem cegamente um dogma de 2.000 anos sem questionamento, teriam que ser formados na mesma escola desses que hoje vemos como infestação de gafanhotos tentando dizimar a democracia… os fiscais de fiofó.

Os que estão jogando na lama e tirando toda a dignidade do Poder Legislativo Brasileiro, com suas futricas, estratégias, chantagens e armações. Tipo aquele que versa sobre o nazismo de Stanley (sic) e que não podemos dizer o nome, não porque tenha os mesmos poderes de Voldemort, seu par, porque, na verdade, o definiria como o inimigo útil, mas para não dar mais ibope. No dia que esse parlamento proselitista tiver o poder de julgar, teremos saudades do AI5. E não vai aqui nenhuma crítica a Igreja Evangélica, que tem entre os seus o Pastor Ricardo Gondim e tantos outros que entendem, assim como os novos padres da Igreja Católica, o que é a laicidade do Estado e que a liberdade de crer não pode se sobrepor a liberdade de ser. Tanto assim que inúmeras igrejas evangélicas e o CONIC, do qual faz parte a ICAR, emitiram nota de repudio àquele que não podemos dizer o nome.

Vejo a instrução dos padres católicos como um imenso paradoxo. Será seu maior erro ou seu maior acerto? Eu não tenho a menor dúvida da resposta, mas talvez o clero conservador tenha dado um tiro no pé formando tão bem seus padres. Talvez a modernidade vá ser pautada pela união da Igreja com a ciência. Espero que sim. Assim como espero que a Igreja Católica contenha o fundamentalismo e que o Brasil continue a ser um país LAICO, plural e religioso e que a Igreja Católica continue tão mais doce e tolerante que essa que esses dizimistas midiáticos, comerciantes da fé, vendilhões do templo, falsos profetas que infestam nosso parlamento e querem nos impor.

Pelo Brasil afora existem muitos “Padre Beto”, e quem tem intimidade com a causa LGBTT sabe disso. A diferença é que não afrontaram o clero e, recolhidos no seu anonimato, alinham seus corações com suas reflexões e continuam soprando amor e humanidade. Padre Beto, Nossa Senhora vai continuar te cobrindo com seu manto sagrado. Obrigado pela tentativa. A comunidade LGBTT agradece do fundo do coração. Um legado que a Igreja Católica me deixou foi a fé, então vou continuar acreditando na mudança.

Papa Francisco:“Se Deus, na criação, correu o risco de nos fazer livres, quem sou eu para me meter?”.

Autor: Tags:

segunda-feira, 18 de março de 2013 RELIGIÃO | 10:49

RELIGIÃO X SEXUALIDADE

Compartilhe: Twitter
Autor: Tags: