Publicidade

Arquivo da Categoria Politica

quinta-feira, 12 de janeiro de 2017 família, homofobia, Politica | 14:59

Sobre tentar ser mãe…sobre tentar ser cidadã !

Compartilhe: Twitter

vitima (1)

Eu tenho certeza absoluta que a coisa que eu mais quis na minha vida, foi ser mãe. E fui duas vezes ! Tentei ser perfeita…capricorniana que sou ! Mas descobri no meio do caminho que neste caso, não existe como ser perfeita ! Assim como não existem também filhos perfeitos ! Somos todos humanos e portanto falhos, mães e filhos e como se não bastasse nos deparamos nessa tentativa de perfeição com a humanidade dos humores, temperamentos, individualidades, hormônios e sempre ficamos com aquela sensação de descontrole da situação ! E se naquele momento eu tivesse sido mais contida…ou menos contida ? Como não dava pra ser perfeita…eu resolvi ser o melhor que eu conseguisse , porque também descobri que não existe a receita da boa mãe ! Eu também não acredito em amor incondicional nem em instinto materno ! Já vivi o suficiente para entender que essas coisas não existem ! Faço parte de um coletivo de mães e sei que mães amam demais e algumas, até mesmo incondicionalmente seus filhos, mas daí a ser regra vai um oceano de distância ! Quando meu filho se assumiu gay, eu tive orgulho de mim porque longe de tentar me matar, expulsar ou matar meu filho, ou sentir vergonha dele…eu abracei, eu beijei, eu chorei junto eu apoiei e disse o óbvio…”você vai ser sempre meu filho e eu vou te amar sempre” ! Mas não tirei de letra…muito pelo contrário, eu surtei e quis colocar meu filho numa redoma anti ataques LGBTfóbicos, anti mágoas, anti qualquer coisa que machucasse meu filho ! E eu fiz ele sofrer…tenho certeza disso ! A minha tentativa de super proteção, tava sufocando e precisei ir tratar minhas neuras…e fui ! E também não adiantou nada…ele apanhou muito na escola, foi muito magoado, foi cuspido na rua, expulso de lugares, xingado, foi ameaçado, sofreu violência física, moral…na verdade…foi um horror. Minhas tentativas de perfeição, controle e proteção não funcionaram ! Mas eu garanti para ele pelo menos um lugar seguro onde ele é amado para voltar e se reconstruir ! Coisa que a esmagadora maioria não tem ! Quando eu escuto que LGBTfobia não existe, que é mimimi de militante…eu só posso dizer que com todas as críticas que eu tenho …e tenho …à militância LGBT…não é mimimi ! As pessoas LGBT sofrem toda sorte de violência na vida que vão desde o isolamento na escola, a violência dentro de casa, ao mercado de trabalho fechado,a marginalidade, a prostituição e o delito com única opção, ao suicídio, a tortura e ao assassinato ! Eu não vou julgar a mãe que fez da vida do filho um inferno, nem a que tentou se matar, nem a que torturou o filho tentando converter, nem a que abandonou e nem mesmo a que matou o filho e queimou o corpo…quem sou eu para julgar ? Elas são só parte e talvez também vítimas dessa sociedade higienista, hierarquizante e hipócrita ! Mas vou dizer pra você aí , que só vê o que quer, só ouve o que quer , só julga a partir da sua realidade limpinha, como se o mundo se resumisse ao seu entorno e a sua bolha de alienação perfumada e que levianamente resume o sofrimento de toda uma população que mata, destrói famílias e destrói seres humanos…em mimimi…você também é responsável ! Você aí que ajuda a perpetuar o preconceito, a discriminação, já que não lhe atinge mesmo e não lhe diz respeito…você é responsável. E se você estiver em cima de um púlpito ou de um palanque, com uma caneta do poder público ou uma Bíblia na mão…você é multiplicadas vezes responsável ! Poder púbico seletivo existe desde que o mundo é mundo…mas Cristianismo seletivo ??? Como vocês mesmos dizem…Jesus tá voltando…e essa eu quero ver de camarote…enquanto isso…eu amo meus filhos e luto por eles ! AMÉM !

Amanhã vou estar falando sobre esse caso na Radio Brasil Atual às 7:45 da manhã.

Autor: Tags:

quinta-feira, 29 de outubro de 2015 família, homofobia, Politica, RELIGIÃO, Sem categoria | 14:16

É amanhã dia 30 de Outubro às 18:00 horas, São Paulo…#foracunha !!!

Compartilhe: Twitter

1779967_630318680337267_1309162207_n

É amanhã dia 30 de Outubro às 18:00 horas, São Paulo…#foracunha !!!

Amanhã, dia 30 de Outubro, as 18:00 horas, na Praça do Ciclista, São Paulo vai parar para dar um BASTA ! Pilula fica, Cunha sai ! Chega de usar as minorias para encobrir seus desmandos ! Chega de tirania e de falso moralismo ! Chega de intolerância religiosa, com as religiões de matiz africana ! Chega de intolerância contra os ateus, as mulheres, os homossexuais, os transexuais, os índios e todas as minorias ! Nós sabemos escolher o que queremos ! Chega de hipocrisia, corrupção, chantagem, manobras, acobertamentos, proselitismo, corporativismo dentro desse parlamento ! São Paulo vai gritar #ForaCunha e contamos com todas as mulheres, LGBTs, ambientalistas, jovens, universitários, e homens também e principalmente, com todos os defensores da Declaração Universal dos Direitos Humanos ! Vamos fazer a diferença, minha São Paulo, na construção de uma sociedade mais justa e humana para TODOS ! Vamos mostrar a força da maior cidade deste país ! Quero aproveitar para deixar aqui meu protesto contra a página do facebook Fora Eduardo Cunha, que tem 30.000 likes, inclusive com a minha ajuda, da militância LGBT e das Mães pela Diversidade, porque, me bateram a porta na cara hoje, quando fui pedir que me ajudassem a divulgar uma campanha virtual do aplicativo twibbon, que apenas insere na foto de perfil a frase : Na rua pelo #ForaCunha ! A justificativa foi que essa campanha…PASMEM…tem viés partidário ! Ou é muita burrice, ou a vontade não é tanta assim, ou existe má fé, ou o viés partidário está exatamente em quem acusa !

10294298_526516010781566_4275894540063672977_n

Mas enfim…vamos falar de Top Therm : O ato vai ser lindo, colorido e EFETIVAMENTE contra Eduardo Cunha, seu sectarismo, a opressão as minorias e em especial em defesa das mulheres e seu direito de escolha sobre o próprio corpo! Contamos com todos e com cada um de vocês ! Vai ter Mães pela Diversidade, Pedra no Sapato, Revolta da Lâmpada, Gadvs, coletivos feministas, transfeministas, ambientalistas o pessoal das universidades vai vir junto, enfim…vai ser lindo, colorido e São Paulo vai dar seu recado : NÃO PASSARÁ ! #Foracunha

www.facebook.com/events/1092887670730462/
Quem quiser participar da campanha virtual, segue o link é só clicar e colocar o #foracunha na foto do seu perfil da rede social !
http://twibbon.com/support/na-rua-pelo-foracunha?fb_ref=Default

Autor: Tags:

terça-feira, 29 de setembro de 2015 carta, família, homofobia, Politica, RELIGIÃO, Sem categoria | 12:19

Nós, as Mães pela Diversidade repudiamos o Estatuto da Família !

Compartilhe: Twitter

 

images

Nós as Mães pela Diversidade, não poderíamos silenciar frente ao Estatuto da Família que nos atinge de forma certeira e extremamente dolorosa ! Nós somos mães de pessoas LGBTs  e orgulhosas de nossos filhos !  A hierarquização do ser humano precisa ter um fim, é preciso que haja um basta ! Somos famílias SIM ! Nossas famílias são amorosas, bem constituidas e pautadas pela inclusão ! Nossos filhos apesar de serem considerados cidadãos de segunda categoria neste país, não deixam de cumprir seus deveres civis e neste caso, não são discriminados quando pagam seus impostos como qualquer outro ! Partimos do fato inquestionável de sermos cidadãos de um país  que se diz laico, democrático , civilizado e parte do mundo ocidental ! O estado é de todos aqueles que contribuem para o erário publico e o país é de todos aqueles que o habitam ! Não queremos nenhum tipo de privilégio para nossos filhos, mas exigimos  sim que se os deveres tem que ser iguais os direitos também sejam ! A equiparação da LGBTfobia ao racismo não constitui e jamais constituirá um privilégio ! Apenas queremos que nossos filhos estejam abrigados na MESMA lei que já abriga tantas minorias e populações alvo de discriminação inclusive a religiosa !  Para nós qualquer coisa diferente disso coloca em duvida a laicidade do Estado brasileiro e sua democracia e joga luz na hierarquização do ser humano que temos visto a larga e diariamente e que tem se naturalizado depois que o estado brasileiro foi rendido por forças religiosas detentoras de poder político econômico provindo  da exploração da fé ! Queremos que nossos filhos tenham o direito de se casar , porque junto com o casamento eles terão garantidos todos os direitos contidos neste ato civil, que são mais de oitenta  e que vão desde o direito a herança e adoção até o simples compartilhar de um plano de saúde e de ter regrada a guarda de filhos ! As Mães pela Diversidade vêem através desta carta pública e aberta ,  convocar a todos aqueles que amam uma pessoa LGBT que venham somar sua voz a nossa contra toda essa opressão  que nossos filhos estão sofrendo ! Queremos lembrar que jamais um heterosexual cisgênero foi morto ou levou uma lampada nos olhos neste país pelo simples fato de ser um heterosexual cisgênero ! Que nenhum branco deste país foi convidado a utilizar o elevador de serviço ou deixou de arrumar um emprego por ser branco! Que nenhuma igreja evangélica deste país foi invadida e teve seus símbolos sagrados destruídos  ou suas crianças apedrejadas por serem cristãos evangélicos!   Que o preconceito e a discriminação existem, não são lenda urbana, muito pelo contrário, são vivos e latentes. Pessoas LGBT são expulsas de suas casas crianças ainda e jogadas no gueto onde vão ser criadas por cafetinas. Se evadem da escola por não suportarem a discriminação. Não conseguem entrar no mercado de trabalho por sua condição sexual e sua identidade de gênero.  As pessoas LGBT são jogadas  pela sociedade na marginalidade quando  a sociedade fecha todas as portas e caminhos que levariam a uma vida de inclusão e honestidade e por absoluta falta de opção  essas pessoas caem na criminalidade, no tráfico , na prostituição e depois são cobradas e julgadas pelos mesmos que as jogaram lá ! A média de vida de um cidadão brasileiro é de quase 80 anos enquanto a de travestis e transexuais é de 34 anos e somos nós, a sociedade brasileira que estamos usurpando o direito a VIDA dessas pessoas !  Os discursos levianos que saem de púlpitos e palanques neste país matam e as pessoas que os proferem tem as mãos sujas de sangue ! O Brasil é o campeão mundial de assassinatos por LGBTfobia ! Nenhum outro país no mundo mata tantos LGBTs por simples ódio ! Nós mães, pais , famílias e amigos  tememos pela integridade física e moral de nossos filhos e este é um sofrimento que nos está sendo  impingido pelo estado brasileiro !  Quem nos devolverá a vida de Alexandre Ivo, Lucas Fortuna e Laura Vermont ?  Quem  devolverá a vida do menino de 8 anos morto por espancamento pelo pai no Rio de Janeiro por ser “viado” ? Quem devolvera a liberdade e a tranquilidade de andar nas ruas a André Baliera espancado em plena luz do dia por ser um LGBT ? Ao meu filho, sequestrado, ameaçado de estupro e de morte por horas por ser um LGBT ???  A menina lésbica apedrejada na rua  por ser uma LGBT  ?  Quem vai devolver o rim de Renata Peron perdido num espancamento por ser uma LGBT ? Quem curará esses traumas ? Quem cuidará dessas pessoas abandonadas a própria sorte por esse Estado ajoelhado, sequestrado e manipulado que deveria defende-las já que elas cumprem todos os seus deveres civis ? Quem garantirá a educação dessas pessoas ? A saúde dessas pessoas ? O trabalho a essas pessoas ? A segurança a essas pessoas ? Quem defenderá esses SERES HUMANOS vilipendiados de cima dos púlpitos e palanques deste país ???  A ONU ? A OEA ? O STF ?  Talvez a própria sociedade quando ciente da injustiça e da opressão que esta sendo sistematicamente praticada por aqueles que são pagos para nos defender ? Por tudo isso, nós as Mães pela Diversidade estamos aqui para pedir que todos aqueles que AMAM, que admiram um LGBT ou que simplesmente não suportam a injustiça se juntem a nós ! SOMOS FAMÍLIAS SIM ! Nenhum LGBT ou família de LGBT vai voltar pro armário, ninguém vai abaixar a cabeça, ninguém vai se esconder ou se limitar ao espaço de um gueto  ! EXISTIMOS  e  lutaremos pelo direito de nossos filhos  de estudar, de andar pelas ruas, de trabalhar, de estar, de amar , de viver e de SER !  O Estatuto da Família é o ovo da serpente ! Conclamamos a todas as famílias que tem e amam um LGBT que venham conosco defende-los e lutar por um Brasil verdadeiramente laico e democrático ,  justo e humano !

TIRE SEU PRECONCEITO DO CAMINHO, QUEREMOS PASSAR COM NOSSO AMOR !

Mães pela Diversidade

11132072_849620935109647_1511419936_n

Autor: Tags:

terça-feira, 5 de maio de 2015 família, homofobia, Politica, RELIGIÃO | 12:53

Qual a porcentagem, Ziraldo ?

Compartilhe: Twitter

 

Depois de um feriado desconectada da internet, eu volto ontem e me deparo com a entrevista de Ziraldo ! Em tempos de Eduardo Cunha e Bolsonaro, Ziraldo  é só mais um e que nem parecia tão hostil assim !  Meu filho é fotógrafo e é gay, e me lembro bem  o dia , faz uns anos já, em que ele fotografou Fernanda Montenegro pela primeira vez ! Segundo ele, a realização de um sonho ! Fernanda é gentil, é humana, não se incomoda de trocar de roupa, de cenário, o trata com carinho e delicadeza e o convida para assistir sua nova peça em um lugar especial  e completa, dizendo o quanto é gratificante  saber-se amada por essa nova geração !

317028_10150470792385898_1954567915_n

 

Na realidade, Fernanda é amada por TODAS as gerações e quando usa sua profissão para desconstruir preconceitos , restituir direitos e salvar vidas deveria ser mais amada. Mas , resultado desses tempos obscuros, Fernanda está sofrendo , uma das nuances daquilo que nós mães de LGBTs e nossos filhos conhecem tão intimamente : a homotransfobia ! Qual a porcentagem de mães de LGBTs, Ziraldo ? Provavelmente 10 % da população, posto que LGBT não cai de paraquedas no mundo ou é filho de chocadeira ! LGBTs, tem MÃES sim e somadas a seus filhos são 20 % da população do planeta ! Maternidade esta, marginal , como quer fazer crer essa sociedade doente ! São MÃES, Ziraldo, que não dormem a noite enquanto não veem seus filhos dentro de casa, por medo de que não voltem ,  por medo de encontra-los mortos em alguma sarjeta por aí , vítimas desses destiladores de ódio cotidianamente endossados por ícones dessa sociedade hipócrita ! A mãe do LGBT,  deve estar a esta hora, lidando com seus dramas pessoais,  talvez , no melhor estilo,”  A escolha de Sofia” , tentando resolver de qual filho vai abrir mão, se do LGBT, ou do homofóbico , já que o homofóbico não aceita viver com o LGBT  ! A MÃE do LGBT, Ziraldo, estará a esta hora, tentando colar os pedaços da sua vida esfacelada pela LGBTfobia !  Está resolvendo, se vai ficar do lado do filho ou do marido machista, se do filho ou desse  Deus carrasco das religiões abraâmicas, se do filho  ou do pastor, se do filho, ou da “família, se do filho, ou dos “amigos” ! Talvez, Ziraldo, você não saiba, que a porcentagem de mães é de uma para cada LGBT, mas mais importante que isso, é que cerca de 80 % dessas mães, tem seus casamentos desfeitos e suas famílias destruídas, e quando falamos de identidade de gênero, esse número sobe assustadoramente para quase 100% !  Nossos filhos foram todos um dia Meninos Maluquinhos e desde sempre nós mães pudemos ler a verdade e a inocência em seus olhos ! E o mundo de todas nós caiu e o chão se abriu, quando nos demos conta de toda a opressão e o sofrimento que essa sociedade DOENTE  impingiria aos nossos filhos ! Nós, Mães de LGBTs, estamos saindo do armário e engrossando fileiras para gritarmos junto de nossos filhos ! Nós lutamos pelo direito de nossos filhos de se casarem, adotarem , terem seus filhos como bem entenderem , aumentarem e  perpetuarem as nossas FAMÍLIAS ! Lutamos pela criminalização da homotransfobia para que nossos filhos possam exercitar como todos o direito de ir e vir sem levarem uma lâmpada na cara, uma cuspida ou serem xingados e achincalhados no meio do passeio público ! Lutamos, por políticas publicas que levem a educação e ao respeito por nossos filhos ! Lutamos contra ABSURDOS como o estatuto da família e a cura gay ! Lutamos para que nossos filhos desfrutem do direito básico de SER ! Para que escrevam suas histórias e scripts  com liberdade e da forma como se sentirem confortáveis e felizes ! Lutamos para que não sejam presos em caixinhas fundamentalistas ! Lutamos pela  integridade física e psicológica de nossas crianças ! Lutamos contra a educação LGBT fóbica que faz com que nossos filhos se evadam da escola. Lutamos pela inclusão no mercado de trabalho !  Lutamos por tantas coisas que você jamais  sonhou com sua vã filosofia ! Eu adoraria que você se colocasse no lugar de Angélica Ivo, que teve seu filhinho Alexandre, de 14 anos, torturado e assassinado.  Que se colocasse no lugar da esposa de Cássia Eller que para além de lidar com a morte da companheira, teve que engolir o choro para lutar pelo filho e pela vida que construiram juntas. Que se colocasse no lugar de Renata Peron que viu lá na Paraiba, tantos LGBTs empalados com cabo de vassoura e mortos , assustada com o que o destino lhe reservaria ! Que se colocasse no lugar de Débora Pereira, mãe de um menino trans, que viu o filho se auto  mutilar para apagar os seios. Que se colocasse no lugar de João Nery, que teve a vida destroçada pela transfobia ! Que se colocasse no lugar de Angela Moysés que viu a filha ser A-PE-DRE-JA-DA ! Que se colocasse no lugar de Avelino Fortuna que teve que buscar o corpo do filho Lucas , assassinado em uma viagem de trabalho ! Que se colocasse no lugar dos pais de André Baliera que viram o filho ser espancado em um semáforo em plena luz do dia ! Que se colocasse no lugar de tantos de nós…porque é isso que falta nesse mundo, que nos coloquemos no lugar do outro ! Quem sabe nesse dia, as Mães de LGBTs se tornem visíveis a seus olhos… Ziraldo ! Nos respeite, respeite nossa dor, nosso sofrimento, nossa vivência , nossos medos e principalmente , respeite nossos filhos ! Por tudo isso, nós MÃES de LGBTs , falamos emocionadas e em uníssono : OBRIGADA, FERNANDA…MUITO OBRIGADA !

 

11132072_849620935109647_1511419936_n

Autor: Tags:

sexta-feira, 13 de março de 2015 família, homofobia, Politica, RELIGIÃO, Sem categoria | 17:20

Mães pela Diversidade

Compartilhe: Twitter

10149224_250196531819735_941601197_n

Sabe, eu sempre escutei do Luis meu amigo e do André meu filho, sobre o desespero que eles sentiam na adolescência, por olhar em volta e não enxergarem iguais ! A crueldade de se constatar que se está sozinho no mundo, e mais tarde, a doce e feliz experiência de encontrar o primeiro igual e se sentir acolhido, depois o segundo,  que já é quase uma turma. Quando chega o terceiro , o quarto e o quinto…é quase inclusão e o ser DIFERENTE passa a não doer tanto !  Eu mesma, desenvolvi uma fobia social bem horrorosa logo que o André se assumiu, porque eu queria falar sobre o que eu estava sentindo, eu queria dividir com alguém, mas eu olhava em volta e não identificava ninguém que quisesse me ouvir, chorar e rir comigo, compartilhar a realidade de medo onde eu tinha sido inserida por amor profundo ao meu filho !  É tão difícil, é tão complicado ! Todo mundo que me acompanha sabe a minha história a partir daí ! Hoje, eu me sinto recompensada todos os dias,  pela alegria sincera, pelo alívio e pela emoção daquela  mãe láaa do interior do  Rio Grande do Sul, ou aquela do litoral do Nordeste, ou até mesmo a do centro de São Paulo, quando elas encontram o MÃES PELA DIVERSIDADE !  Encontrar iguais é OASIS no deserto onde estamos despejadas ! Dividir anseios, medos, revoltas, esperanças, ter com quem chorar e para quem dar a mão , SER COMPREENDIDA, são ingredientes básicos para vida plena, para que possamos sair do tão dolorido anonimato !  Nós todas sabemos o que é a tortura da solidão . Sabemos na pele que o machismo é a base da LGBTFobia, tanto assim que raríssimas mães que se levantam para defender os filhos LGBT, permanecem casadas .  Nossas famílias estão sendo esfaceladas pela LGBTfobia com  todas as suas formas e nuances ! Sabemos todas da sensação de sufocamento pelas palavras que morrem dentro de nós quando somos silenciadas pelo ódio da sociedade e até mesmo de nossas próprias famílias,  por nossos filhos ! E é por isso que enquanto existir uma única mãe de LGBT chorando sozinha neste país , as MÃES PELA DIVERSIDADE não desistirão de lutar !  Onde tiverem 2 LGBTs protestando, haverá  uma Mãe pela Diversidade com eles !  Em qualquer Casa do Povo deste país em que forem feitas leis para oprimir nossos filhos, as Mães pela Diversidade estarão gritando ! Por tudo isso conclamamos a todos aqueles que prezam a justiça,  a humanidade e a solidariedade para que venham conosco para a linha de frente lutar por nossos filhos ! Nós não suportamos mais ver diariamente nossos filhos INOCENTES, serem ameaçados, oprimidos, segregados, vilipendiados, torturados e mortos por sua orientação sexual e identidade de gênero  ! E como muito bem lembrou a Deputada Erika Kokay, A LGBTFOBIA É CONSTRUIDA NOS PULPITOS E TRIBUNAS DESTE PAÍS ! E eu completo, por afiadores de faca travestidos de pastores ,apostolos, bispos, deputados e senadores ! Nós temos URGÊNCIA de mudar essa realidade e acabar com o verdadeiro genocidio da população LGBT, que se agrava rapidamente com o avanço do fundamentalismo e sua artimanha política ! Convidamos a todos os amantes da liberdade deste país LAICO para que venham gritar conosco ! MÃES PELA DIVERSIDADE ! #nossafamíliaexiste  #portodasasfamílias

https://www.facebook.com/groups/842555495786499/?fref=ts

 

 

 

1779967_630318680337267_1309162207_n

Autor: Tags:

quinta-feira, 11 de dezembro de 2014 homofobia, Mães Pela Igualdade, Politica, Sem categoria | 11:54

O que seria ser homem para o Deputado Bolsonaro ?

Compartilhe: Twitter
Autor: Tags:

quarta-feira, 23 de julho de 2014 Politica | 14:07

Vamos falar de eleição ???

Compartilhe: Twitter

10294298_526516010781566_4275894540063672977_n

 

Como todo mundo sabe, a “DITADURA GAY”,  ao contrário do que querem fazer crer, não tem dinheiro de dízimo, nem mídia,  nem programa de TV, nem bancada e muito menos os milionários departamentos de marketing. É a ditadura mais descaracterizada e oprimida do planeta.  Precisamos de representantes como nunca. Precisamos de nossos direitos civis e humanos e hoje em nossa defesa efetivamente, contamos apenas com  Jean Wyllys ,  Érika Kokay e alguns simpatizantes.

CURTA O IGAY NO FACEBOOK

Precisamos colocar gente nossa no congresso para somar esforços com Jean e Érika e inclusive, precisamos reeleger os dois.  Você LGBT , precisa entender a importância dos seus direitos civis.  A homofobia precisa ser criminalizada, equiparada ao racismo e aos preconceitos religioso e regional,  já abrigados na lei. Esse papelzinho que você assina quando se casa, e que muita gente diz que não é necessário,  te garante inúmeros direitos, como o direito à adoção,  assim como todos os benefícios e regras do casamento, como pensões, herança , imposto de renda, segurança social, benefícios de saúde, imigração, propriedade conjunta, hospital ,  visitação na prisão,  além de fertilização in vitro e barriga de aluguel.

Você já imaginou a crueldade de perder a guarda dos seus filhos para a família do seu companheiro ou de não poder cuidar ou até mesmo, ver o seu companheiro na hora de uma doença ? Então, o casamento igualitário te garante também esses direitos.

Precisamos aprovar a lei João Nery que reconhece a identidade de gênero e da direito ao nome social. Precisamos de políticas públicas que garantam o combate da homotransfobia nas escolas. Precisamos de programas de prevenção do  DST/ Aids.  De cirurgias de transgenitalização feitas pela rede publica e de boa qualidade  ( São Paulo, por exemplo, faz uma única cirurgia por mês hoje).  Precisamos de muita, muita, muita coisa.

Todas as nossas conquistas por direitos até hoje se deram através de um STF formado por humanistas, mas isso pode mudar…quem nos garante que não serão colocados conservadores no lugar desses humanistas ? Quem nos garante que não vão roubar os direitos que conseguimos até agora através da justiça e que vão nos dar os que faltam ??

Para  ficarmos seguros,  precisamos de colocar nossos direitos na nossa  Carta Magna e para isso precisamos representantes no Congresso. LGBT precisa se conscientizar e votar em LGBT  ou pelo menos em pessoas verdadeiramente comprometidas com a população LGBT como Érika Kokay, Mara Gabrili, Renato Simões, Floriano Pésaro entre outros.  Para isso, o grupo TODOS CONTRA A HOMOFOBIA A LESBOFOBIA E A TRANSFOBIA, está disponibilizando um álbum com todos os candidatos LGBT e simpatizantes do Brasil todo. Procure lá o seu.  E peço encarecidamente que você nos ajude sendo um pouco o nosso departamento de marketing. Não adianta  só votar, tem que espalhar a idéia, convidar os amigos e a família a votar  também, compartilhar os seus candidatos nas suas redes sociais…enfim….

Estamos em um  momento X da nossa luta. Ninguém vai nos dar nada de mão beijada, precisamos nos levantar agora, lutar   e escrever nossa  história ! Uma onda conservadora desponta no mundo nesse momento e a população LGBT precisa da ajuda de cada um de vocês ! AVANTE COMUNIDADE LGBT !!!

 

532486_458655447557489_461338062_n

Autor: Tags: , ,

terça-feira, 27 de maio de 2014 família, homofobia, PLC 122, Politica, RELIGIÃO | 15:58

Obrigada Senhor !

Compartilhe: Twitter

 

396369_3250968759826_1889566520_n

Eu vou pegar o gancho da entrevista que dei na sexta para o Globo, para continuar dizendo o que eu acho da abertura da Igreja Católica Apostólica Romana – ICAR.  Eu fui batizada na Igreja Católica e os meus filhos também. Questionadora que sou, sempre senti um incomodo muito grande por pertencer a uma religião que promoveu Cruzadas, uma Inquisição, omissão frente a genocídio de índios, escravidão ,  holocausto e aos milênios de sexismo e opressão as mulheres e LGBTs. Sabendo que todos estes  são atos humanos, resolvi seguir preservando o divino e o sagrado dentro de mim.

CURTA O IGAY NO FACEBOOK 

Apesar disso, quando meu filho mais velho se assumiu gay, eu tive que usar a máxima popular: “Os incomodados que se mudem” ! Eu não sou mais católica, porque quando eu mais precisei  eu não pude contar com a minha Igreja, muito pelo contrário. Foi o primeiro lugar que procurei e inócuo foi. Queriam enfiar meu filho de volta pra dentro do armário. Surpresa nenhuma vindo do maior armário universal.

10155605_522778524488648_5897666656044841321_n

Hoje eu sei separar bem  religião e religiosidade. Apesar disso, continuei devota de minha Nossa Senhora a quem peço todos os dias que cubra meus filhos com seu manto sagrado ! Nos últimos anos tenho tido a grata surpresa de me deparar com vozes que lentamente se levantam na defesa dos LGBT dentro das Igrejas . São padres, rabinos e  pastores que gradualmente se colocam a serviço do enfrentamento a homofobia e suas matizes tão injustas. Poderia citar aqui Padre Beto, Rabino Nilton Bonder, Pastor Ricardo Gondim, Pastor Marcio Retamero  e tantos outros. Seria eu uma intolerante se fosse buscar nas fogueiras da inquisição motivos para odiar a ICAR  sendo eu, hoje, testemunha da tentativa de mudança.

Na visita do Papa Francisco, pudemos ver a Diversidade Católica na JMJ. Logo depois vieram as declarações do Papa. Logo depois vieram as novas diretrizes da CNBB e que trazia em uma de suas pautas, pauta aliás que me arrancou lágrimas, o acolhimento a casais homoafetivos  e que os filhos destes fossem mais que acolhidos, fossem batizados. Em seguida, vimos o apoio do CONIC (Conselho Nacional de Igrejas Cristãs no Brasil) do qual faz parte a ICAR, com assinatura em carta aberta ao PLC122 que pedia a equiparação da homofobia ao racismo.

10309039_537975359635631_8581558712593618181_n

Neste meio tempo, vimos Padres do mundo todo se posicionando contra as injustiças e a opressão sistemática ao povo LGBT .  A felicidade de nossos meninos ,  meninas e famílias sexodiversas que teem no sagrado seu ponto de equilibrio, foi tão grande,  tão imensa que cartazes homenageando esses religiosos inundaram as redes sociais.

Mas o ápice aconteceu as vésperas da Parada LGBT , quando a Arquidiocese de São Paulo emitiu a seguinte nota:

” Nota da Comissão Justiça e Paz da Arquidiocese de São Paulo

Fiel à sua missão de anunciar e defender os valores evangélicos e civilizatórios dos Direitos Humanos, a Comissão Justiça e Paz de São Paulo (CJPSP) vem a público manifestar-se por ocasião da 18ª Parada do Orgulho LGBT que se realiza na Av. Paulista no próximo domingo, dia 04 de maio de 2014.

Nosso posicionamento se fundamenta na Constituição Pastoral Gaudium et Spes, aprovada pelo Concílio Vaticano II, que diz: “As alegrias e esperanças, as tristezas e angústias dos homens de hoje, sobretudo dos pobres e de todos aqueles que sofrem, são também as alegrias e as esperanças, as tristezas e as angústias dos discípulos de Cristo; e não há realidade verdadeiramente humana que não encontre eco no seu coração.”

Assim, a defesa da dignidade, da cidadania e da segurança das pessoas LGBT – lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais – é imprescindível para a construção de uma sociedade fraterna e justa. Por isso não podemos nos calar diante da realidade vivenciada por esta população, que é alvo do preconceito e vítima da violação sistemática de seus Direitos Fundamentais tais como a saúde, a educação, o trabalho, a moradia, a cultura, entre outros. Além disso, enfrentam diariamente insuportável violência verbal e física, culminando em assassinatos, que são verdadeiros crimes de ódio.

Diante disso, convidamos as pessoas de boa vontade e, em particular, a todos os cristãos, a refletirem sobre essa realidade profundamente injusta das pessoas LGBT e a se empenharem ativamente na sua superação, guiados pelo supremo princípio da dignidade humana.”

10313987_300751750087211_633931675309930883_n

A semana passada, a consagrada revista Vida Pastoral , foi toda dedicada a sexualidade homoafetiva e pela primeira vez na sua história, trouxe um artigo de uma pessoa que não é padre, nossa querida Edith Modesto, e outro daquele que sempre traz em suas palavras um bálsamo para nossas almas sofridas, nosso amado Padre Luís Corrêa Lima. Neste dia recebi uma mensagem de um menino…Emmanuel, que beirava a loucura de tanta felicidade e desejo de outra vez abraçar sua fé.

10302648_572985176149561_2433075777755157429_n

Por último, tivemos  a declaração do Secretário Geral da CNBB, Dom Leonardo Steiner, que diz que uniões entre pessoas do mesmo sexo precisam de amparo legal.

Dito isso, eu espero que as pessoas entendam que sim, estão havendo reais  mudanças na Igreja Católica. Hoje o Papa Francisco soma sua voz a de outros dois grandes líderes religiosos mundiais, Desmond Tutu e Dalai Lama pelo fim da perseguição ao povo LGBT.

Lembrem-se sempre, que os países com esmagadora maioria católica são os que mais somam avanços na causa LGBT, Espanha , Portugal, Argentina e Uruguai.

Sigo com minha fé…porque…CONTRA O AMOR NÃO HÁ LEI ! GÁLATAS 5:23

Dito tudo isso, eu, essa mãe de LGBT, devota de Nossa Senhora, só tenho uma coisa a dizer: OBRIGADO SENHOR, OBRIGADO PAPA FRANCISCO ! E termino com um presente que ganhei de um padre…aquele que enxugou minhas lágrimas e que fez com que eu levantasse a cabeça e seguisse com dignidade e amor ao meu filho…

 

1237305_395320540567781_1824445792_o

 

 

Autor: Tags:

quarta-feira, 2 de abril de 2014 homofobia, Politica | 12:23

As várias nuances do preconceito velado.

Compartilhe: Twitter

10149224_250196531819735_941601197_n

 

 

Essa semana, uma amiga lésbica, casada, com uma filhinha,  fez um desabafo que não me causou nenhuma surpresa. Não é a primeira vez que escuto e nem vai ser a última. Aquele preconceito que faz com que família ou amigos digam que te aceitam MAS…DESDE QUE… SÓ SE…PORÉM…

Quando meu filho se assumiu gay ou bi…ou o que ele quiser, minha primeira preocupação, aquela que fez o chão se abrir, foi obviamente a imagem do meu filho sendo torturado, espancado ou morto, mas depois dessa vieram inúmeras outras.  Dentre elas o eu te aceito desde que…você se vista e se comporte como homem, você não toque no assunto,  você se contente em espiar a vida pela frestinha do armário.

ACOMPANHE O IGAY NO FACEBOOK 

Imagine a crueldade, o inferno em que se transforma a vida de uma pessoa que não pode falar sobre seu momento, seus anseios, seu futuro, que tem que viver se censurando se controlando, se escondendo. Quando dei a mão para o meu filho, foi para que ele fosse uma pessoa completa, foi para aceitar tudo, foi para que ele fosse feliz…como é.

Me desculpem mas meu eterno desprezo para todos os hipócritas que FINGEM que aceitam, mas que na realidade aceitam 1/4 ou metade de alguém.  MAS, PORÉM TODAVIA, CONTUDO , ENTRETANTO…no INCONDICIONAL, não cabe nenhuma conjunção.

Você aceita o filho, o irmão, o amigo, mas ele não pode falar com você sobre a vida dele, você censura, você não quer conhecer e acolher o companheiro, não quer saber onde moram, não quer visitar a casa dele ou conhecer seus amigos. Ele te magoa quando não participa das suas festas , seus encontros,  não frequenta sua casa, mas você exige que ele faça isso pela metade, sem falar da própria vida, sem o companheiro do lado, interpretando um papel que não é o dele…desculpe, mas você magoa muito mais do que é magoado. Você é um HOMOFÓBICO…essa nuance que não chega a ser uma lâmpada ou um skate na cara, mas que também machuca, fere, agride.

HOMOFOBIA não é só tortura, espancamento e assassinato…a homofobia destrói famílias todos os dias.  A homofobia faz com que casais se separem, irmãos se odeiem, pais expulsem os filhos de casa ou então esse ridículo ” eu te aceito desde que você não seja você “.

LEIA TAMBÉM:

Frases típicas de homofóbicos que se dizem amigos dos gays

Vida real: beijo gay gera reações agressivas e piadas nas ruas de SP

A homofobia é um fenômeno cultural …ou se mudam conceitos ou a homofobia vai continuar por aí eternamente com todos seus tons, matizes e nuances, por isso eu luto pela LEI. Eu não entendo a lei apenas como instrumento de punição, mas como instrumento de educação e transformação. Se a LEI não serve pra nada como dizem alguns, então vamos acabar com todas e voltar rumo a pedra lascada.

Temos que lembrar do papel tão absolutamente necessário da educação nessa transformação cultural e lutar pelo fim da homofobia na escola.

Nós temos que lutar e cada dia mais para tirar pais e famílias do armário para que possamos iniciar também essa transformação na base da sociedade, porque como diria sabiamente Edith Modesto: ” A vergonha da família, favorece a invisibilidade dos LGBTs “.

Dessa forma orquestrada, família, escola, sociedade e com uma LEI nos amparando quem sabe possamos ir apagando as nuances mais suaves da homofobia até chegarmos as mais fortes.

Eu tenho uma casa cheia e alegre onde ecoam nossas gargalhadas e dela fazem parte meu filho e o marido. .. só falta a minha netinha que eles me prometeram e que eu espero ansiosa. E também em épocas difíceis nos unimos todos e o carinho, a força e o companheirismo dos dois são fundamentais.   Permita que o seu filho, irmão, amigo tenha um lar, uma família de VERDADE e tenha você também. Não deixe que a homofobia destrua a sua família…ame e tenha orgulho do seu filho.

Por tudo isso, eu peço: PAIS, FAMÍLIAS, AMIGOS…SAIAM DO ARMÁRIO e venham conosco construir um mundo mais humano e acolhedor para os nossos filhos. Juntem-se ao GPH, as MÃES PELA IGUALDADE e ao FAMÍLIAS FORA DO ARMÁRIO. Chega de PRECONCEITO…velado ou escancarado, o preconceito faz sofrer.  A união faz a força e nós estamos esperando por vocês !

www.facebook.com/MaesPelaIgualdade

www.facebook.com/FamiliasForadoArmario

www.facebook.com/GPH-Grupo-de-Pais-de-Homossexuais

10150854_254296144743107_635159760_n

 

 

Autor: Tags: , , , ,

quarta-feira, 12 de março de 2014 família, Politica | 12:51

As MÃES de SP em Lençóis Paulistas !

Compartilhe: Twitter

Minhas imagens2

No começo do ano, as Mães pela Igualdade do Estado De São Paulo, traçaram algumas metas para 2014 . Nós já havíamos visitado algumas cidades grandes, no nosso entorno, como Santos e Osasco e achamos uma experiência muito válida de conscientização, adesões  e abrangência, então nos propusemos uma diretriz de visitar o maior número de cidades paulistas em 2014 levando a nossa verdade.Mais que isso, resolvemos aproveitar o que batizamos de Tour das Mães Paulistas, para divulgar a lei estadual 10.948/01 que proíbe e penaliza a discriminação por orientação sexual e identidade de gênero, por entendermos que a lei  precisa ser amplamente divulgada e amplamente usada e que os LGBTs de SP precisam tomar conhecimento dos seus direitos.

CURTA O IGAY NO FACEBOOK 

Antes, de qualquer coisa, quero deixar registrado  nossos agradecimentos especiais a Rosangela Novaes e Heloísa Alves, a  OAB SP , ao Governo do Estado e a todas as Prefeituras que nos convidaram , entenderam e se alinharam ao sentido das Mães pela Igualdade : ” HORIZONTAL, LAICO, DEMOCRÁTICO E SUPRAPARTIDÁRIO” e nos ofereceram toda ajuda e suporte. Divulgamos o nosso desejo e vieram os convites, e o primeiro foi  o de Lençóis Paulista que estaria tendo esta semana sua I Semana da Diversidade.

Quem vive a loucura diária  de uma megalópole muitas vezes perde a noção de muitas coisas e dentre elas o real sentido de COMUNIDADE. Eu preciso contar minha experiência e dizer antes de mais nada que nada nos prepararia para o impacto emocional que nos causou a sociedade de Lençóis. Soubemos  que antes de nossa chegada, houve a ameaça de um ato de repúdio promovida por fundamentalistas e que o evento só foi possível com uma censura prévia pra menores de 14 anos.

Com a proposta DEBATE, seriamos guiados pela curiosidade e pelo anseio dos presentes.  Enquanto esperávamos  do lado de fora, começamos a ver as pessoas chegando…e eram muitas…muitas. Vimos chegar muitos adolescentes, transexuais, gays, pastores de bíblias em punho, vereadores, senhoras e senhores da terceira idade, professores, casais heterossexuais jovens , de meia idade, alunos do curso de dança da cidade e a cada um que chegava, nossos corações se apertavam de ansiedade e um certo temor, porque estamos acostumados a falar sim, mas para LGBTs !

LEIA TAMBÉM: “As mães dos gays precisam sair do armário”

Finalmente entramos e vimos um palco arrumado  como uma sala de visitas esperando as mães pela igualdade que neste dia estavam representadas por mim,  Mávica Morales e Luis Arruda, o  eterno filho, advogado e coordenador das Mães Paulistas !  Fizemos a introdução,  e abriram o debate e de olhos arregalados e incrédulos vimos um mar de mãos e Bíblias levantadas! Falamos muito , sobre tudo, de militância, política, ciência , maternidade, sexualidade…usamos o coração, a paixão e algumas vezes o Luís precisou recorrer a Constituição.

Tivemos momentos de grande emoção, alguns de raiva, alguns de surpresa! As perguntas não acabavam…o debate foi longo, mas nem percebemos o tempo passar. No final, fomos abraçados,  beijados, aplaudidos por todos…a velhinha curiosa que fez um monte de perguntas, não parava de abraçar e beijar o Luis, o menino gay fez Mávica chorar, a menina linda e  lésbica me deu o abraço mais apertado e interminável e pude ler o agradecimento em seus olhos.

Fomos ver a exposição de fotos de TTs do andar de cima guiados pela menina trans, que pela primeira vez apareceu “montada”  para sua cidade. Nessa hora já não cabíamos dentro de nós mesmos de tão felizes que estávamos pela certeza de termos sensibilizado, esclarecido e emocionado.  Muitas vezes somos levados pela fumaça, o barulho , a correria, o transito e nos vemos subtraídos de alguns conceitos básicos de humanidade…

Obrigado LENÇÓIS PAULISTAS por ter nos devolvido o sentido da palavra COMUNIDADE e por ter feito com que achássemos nosso verdadeiro caminho. Parabéns pela cidade linda de gente linda, diversa em todos os sentidos e democrática de onde estamos levando muitas lições e boas lembranças. Obrigada ao lindo Rafa e a professora Marina. E que venham as próximas cidades. LGBT…não nos interessa se sua prefeitura é do DEM, do PSOL, do PMDB, do PT, do PV ou do PSDB..o que nos interessa …é conscientizar ! Se você quer o MÃES PELA IGUALDADE DO ESTADO DE SÃO PAULO na sua cidade, é só gritar que a gente vai ! Próximas paradas…Barueri e Franca. MAIS UMA VEZ…MUITO OBRIGADA LENÇÓIS PAULISTAS !

1604486_249177228586753_577511020_n

Autor: Tags: