Publicidade

quinta-feira, 12 de janeiro de 2017 família, homofobia, Politica | 14:59

Sobre tentar ser mãe…sobre tentar ser cidadã !

Compartilhe: Twitter

vitima (1)

Eu tenho certeza absoluta que a coisa que eu mais quis na minha vida, foi ser mãe. E fui duas vezes ! Tentei ser perfeita…capricorniana que sou ! Mas descobri no meio do caminho que neste caso, não existe como ser perfeita ! Assim como não existem também filhos perfeitos ! Somos todos humanos e portanto falhos, mães e filhos e como se não bastasse nos deparamos nessa tentativa de perfeição com a humanidade dos humores, temperamentos, individualidades, hormônios e sempre ficamos com aquela sensação de descontrole da situação ! E se naquele momento eu tivesse sido mais contida…ou menos contida ? Como não dava pra ser perfeita…eu resolvi ser o melhor que eu conseguisse , porque também descobri que não existe a receita da boa mãe ! Eu também não acredito em amor incondicional nem em instinto materno ! Já vivi o suficiente para entender que essas coisas não existem ! Faço parte de um coletivo de mães e sei que mães amam demais e algumas, até mesmo incondicionalmente seus filhos, mas daí a ser regra vai um oceano de distância ! Quando meu filho se assumiu gay, eu tive orgulho de mim porque longe de tentar me matar, expulsar ou matar meu filho, ou sentir vergonha dele…eu abracei, eu beijei, eu chorei junto eu apoiei e disse o óbvio…”você vai ser sempre meu filho e eu vou te amar sempre” ! Mas não tirei de letra…muito pelo contrário, eu surtei e quis colocar meu filho numa redoma anti ataques LGBTfóbicos, anti mágoas, anti qualquer coisa que machucasse meu filho ! E eu fiz ele sofrer…tenho certeza disso ! A minha tentativa de super proteção, tava sufocando e precisei ir tratar minhas neuras…e fui ! E também não adiantou nada…ele apanhou muito na escola, foi muito magoado, foi cuspido na rua, expulso de lugares, xingado, foi ameaçado, sofreu violência física, moral…na verdade…foi um horror. Minhas tentativas de perfeição, controle e proteção não funcionaram ! Mas eu garanti para ele pelo menos um lugar seguro onde ele é amado para voltar e se reconstruir ! Coisa que a esmagadora maioria não tem ! Quando eu escuto que LGBTfobia não existe, que é mimimi de militante…eu só posso dizer que com todas as críticas que eu tenho …e tenho …à militância LGBT…não é mimimi ! As pessoas LGBT sofrem toda sorte de violência na vida que vão desde o isolamento na escola, a violência dentro de casa, ao mercado de trabalho fechado,a marginalidade, a prostituição e o delito com única opção, ao suicídio, a tortura e ao assassinato ! Eu não vou julgar a mãe que fez da vida do filho um inferno, nem a que tentou se matar, nem a que torturou o filho tentando converter, nem a que abandonou e nem mesmo a que matou o filho e queimou o corpo…quem sou eu para julgar ? Elas são só parte e talvez também vítimas dessa sociedade higienista, hierarquizante e hipócrita ! Mas vou dizer pra você aí , que só vê o que quer, só ouve o que quer , só julga a partir da sua realidade limpinha, como se o mundo se resumisse ao seu entorno e a sua bolha de alienação perfumada e que levianamente resume o sofrimento de toda uma população que mata, destrói famílias e destrói seres humanos…em mimimi…você também é responsável ! Você aí que ajuda a perpetuar o preconceito, a discriminação, já que não lhe atinge mesmo e não lhe diz respeito…você é responsável. E se você estiver em cima de um púlpito ou de um palanque, com uma caneta do poder público ou uma Bíblia na mão…você é multiplicadas vezes responsável ! Poder púbico seletivo existe desde que o mundo é mundo…mas Cristianismo seletivo ??? Como vocês mesmos dizem…Jesus tá voltando…e essa eu quero ver de camarote…enquanto isso…eu amo meus filhos e luto por eles ! AMÉM !

Amanhã vou estar falando sobre esse caso na Radio Brasil Atual às 7:45 da manhã.

Autor: Tags:

Nenhum comentário, seja o primeiro.

Os comentários do texto estão encerrados.