Publicidade

terça-feira, 5 de maio de 2015 família, homofobia, Politica, RELIGIÃO | 12:53

Qual a porcentagem, Ziraldo ?

Compartilhe: Twitter

 

Depois de um feriado desconectada da internet, eu volto ontem e me deparo com a entrevista de Ziraldo ! Em tempos de Eduardo Cunha e Bolsonaro, Ziraldo  é só mais um e que nem parecia tão hostil assim !  Meu filho é fotógrafo e é gay, e me lembro bem  o dia , faz uns anos já, em que ele fotografou Fernanda Montenegro pela primeira vez ! Segundo ele, a realização de um sonho ! Fernanda é gentil, é humana, não se incomoda de trocar de roupa, de cenário, o trata com carinho e delicadeza e o convida para assistir sua nova peça em um lugar especial  e completa, dizendo o quanto é gratificante  saber-se amada por essa nova geração !

317028_10150470792385898_1954567915_n

 

Na realidade, Fernanda é amada por TODAS as gerações e quando usa sua profissão para desconstruir preconceitos , restituir direitos e salvar vidas deveria ser mais amada. Mas , resultado desses tempos obscuros, Fernanda está sofrendo , uma das nuances daquilo que nós mães de LGBTs e nossos filhos conhecem tão intimamente : a homotransfobia ! Qual a porcentagem de mães de LGBTs, Ziraldo ? Provavelmente 10 % da população, posto que LGBT não cai de paraquedas no mundo ou é filho de chocadeira ! LGBTs, tem MÃES sim e somadas a seus filhos são 20 % da população do planeta ! Maternidade esta, marginal , como quer fazer crer essa sociedade doente ! São MÃES, Ziraldo, que não dormem a noite enquanto não veem seus filhos dentro de casa, por medo de que não voltem ,  por medo de encontra-los mortos em alguma sarjeta por aí , vítimas desses destiladores de ódio cotidianamente endossados por ícones dessa sociedade hipócrita ! A mãe do LGBT,  deve estar a esta hora, lidando com seus dramas pessoais,  talvez , no melhor estilo,”  A escolha de Sofia” , tentando resolver de qual filho vai abrir mão, se do LGBT, ou do homofóbico , já que o homofóbico não aceita viver com o LGBT  ! A MÃE do LGBT, Ziraldo, estará a esta hora, tentando colar os pedaços da sua vida esfacelada pela LGBTfobia !  Está resolvendo, se vai ficar do lado do filho ou do marido machista, se do filho ou desse  Deus carrasco das religiões abraâmicas, se do filho  ou do pastor, se do filho, ou da “família, se do filho, ou dos “amigos” ! Talvez, Ziraldo, você não saiba, que a porcentagem de mães é de uma para cada LGBT, mas mais importante que isso, é que cerca de 80 % dessas mães, tem seus casamentos desfeitos e suas famílias destruídas, e quando falamos de identidade de gênero, esse número sobe assustadoramente para quase 100% !  Nossos filhos foram todos um dia Meninos Maluquinhos e desde sempre nós mães pudemos ler a verdade e a inocência em seus olhos ! E o mundo de todas nós caiu e o chão se abriu, quando nos demos conta de toda a opressão e o sofrimento que essa sociedade DOENTE  impingiria aos nossos filhos ! Nós, Mães de LGBTs, estamos saindo do armário e engrossando fileiras para gritarmos junto de nossos filhos ! Nós lutamos pelo direito de nossos filhos de se casarem, adotarem , terem seus filhos como bem entenderem , aumentarem e  perpetuarem as nossas FAMÍLIAS ! Lutamos pela criminalização da homotransfobia para que nossos filhos possam exercitar como todos o direito de ir e vir sem levarem uma lâmpada na cara, uma cuspida ou serem xingados e achincalhados no meio do passeio público ! Lutamos, por políticas publicas que levem a educação e ao respeito por nossos filhos ! Lutamos contra ABSURDOS como o estatuto da família e a cura gay ! Lutamos para que nossos filhos desfrutem do direito básico de SER ! Para que escrevam suas histórias e scripts  com liberdade e da forma como se sentirem confortáveis e felizes ! Lutamos para que não sejam presos em caixinhas fundamentalistas ! Lutamos pela  integridade física e psicológica de nossas crianças ! Lutamos contra a educação LGBT fóbica que faz com que nossos filhos se evadam da escola. Lutamos pela inclusão no mercado de trabalho !  Lutamos por tantas coisas que você jamais  sonhou com sua vã filosofia ! Eu adoraria que você se colocasse no lugar de Angélica Ivo, que teve seu filhinho Alexandre, de 14 anos, torturado e assassinado.  Que se colocasse no lugar da esposa de Cássia Eller que para além de lidar com a morte da companheira, teve que engolir o choro para lutar pelo filho e pela vida que construiram juntas. Que se colocasse no lugar de Renata Peron que viu lá na Paraiba, tantos LGBTs empalados com cabo de vassoura e mortos , assustada com o que o destino lhe reservaria ! Que se colocasse no lugar de Débora Pereira, mãe de um menino trans, que viu o filho se auto  mutilar para apagar os seios. Que se colocasse no lugar de João Nery, que teve a vida destroçada pela transfobia ! Que se colocasse no lugar de Angela Moysés que viu a filha ser A-PE-DRE-JA-DA ! Que se colocasse no lugar de Avelino Fortuna que teve que buscar o corpo do filho Lucas , assassinado em uma viagem de trabalho ! Que se colocasse no lugar dos pais de André Baliera que viram o filho ser espancado em um semáforo em plena luz do dia ! Que se colocasse no lugar de tantos de nós…porque é isso que falta nesse mundo, que nos coloquemos no lugar do outro ! Quem sabe nesse dia, as Mães de LGBTs se tornem visíveis a seus olhos… Ziraldo ! Nos respeite, respeite nossa dor, nosso sofrimento, nossa vivência , nossos medos e principalmente , respeite nossos filhos ! Por tudo isso, nós MÃES de LGBTs , falamos emocionadas e em uníssono : OBRIGADA, FERNANDA…MUITO OBRIGADA !

 

11132072_849620935109647_1511419936_n

Autor: Tags:

31 comentários | Comentar

  1. 81 Henri 18/05/2015 11:46

    Até quando viveremos esse preconceito no Brasil? Famílias sendo dilaceradas, jovens se abstendo se ser quem são. Viver como GLBT nesse país é testemunhar que ao sair na rua seremos brutalmente atacados, lesionados, e estampados em capas de jornais por tamanha violência causada pela ignorância. Ziraldo, quem é Ziraldo no jogo do bicho?

  2. 80 Edson Novais 14/05/2015 15:59

    A Maju é um doce, o artigo é impecável, eu como sou um ignorante diria”Ziraldo em vez de falar asneiras, pega uma panela enfia na cabeça que tu tá maluquinho! “

  3. 79 Daniele Muniz 12/05/2015 18:10

    Inconcebível a homofobia. Simplesmente inconcebível!

    Tenho amigos e amigas gays, primo gay, e tenho muito orgulho de ser simpatizante dessa causa.

    Eu diria: mães, pais, irmãos, primos e amigos – Todos pela diversidade!!!

  4. 78 Rogério 12/05/2015 16:51

    Maju Giorgi lindo texto. Realmente é isso que falta no mundo. Um se colocar no lugar do outro. Mas ainda bem que temos a sua voz. Orgulho de ter uma mulher como você com sua voz no mundo. Beijos!!

  5. 77 Brigida Carla 12/05/2015 15:48

    Emocionate!

  6. 76 jesus 09/05/2015 14:13

    Fiquei emocionada. Confesso que sempre pensei no sofrimentos dos LGBTs, mas nunca parei pra me colocar no lugar de suas mães. E engasguei…

  7. 75 Fernanda 07/05/2015 12:28

    Seu texto é inspirador, espero que todas as mães, filhos, homofóbicos, o Ziraldo enfim… TOD@S @AS PESSOAS possam ler.

  8. 74 Aludinha 06/05/2015 18:24

    A Evolução estaria então atrasada nos quesitos “atribuições físicas” e “meios de reprodução” humanos???? Não acompanhou a “evolução” mental da civilização humana???? Precisam avisá-la!!!! Ela continua EXTREMAMENTE conservadora e retrógrada… Como pode a natureza AINDA permitir, em pleno século XXI, que a Lei da reprodução continue a ser tão preconceituosa e discriminatória? E o que falar da gestação e amamentação então? Por quê os homens AINDA eståo tendo seus direitos imputados pela Natureza??? Que mundo injusto não? Não bastasse as pessoas, a Natureza tb o é! #porumanaturezamaisjusta #porumaevolucaoevoluida!!!

  9. 73 nadilza moreira 06/05/2015 15:57

    PARABENIZO a coragem e o discernimento de MALU. Pois, conviver com este tipo de questão, isto é, ser mãe de LGBT, é muito difícil na sociedade brasileira. BRAVO Malu! Solidarizo-me com todos os pais e mães e filhos que estão nessa luta.

  10. 72 Anthony Lessa 06/05/2015 15:04

    Lindo o seu texto!

  11. 71 DAMARIS 05/05/2015 21:18

    OBRIGADA, FERNANDA!
    OBRIGADA, MAJU!!

  12. 70 Edu 05/05/2015 19:32

    A sexualidade não é uma questão de opção, como alguns acham. Ninguém opta por ser

    heterossexual, nem opta em ser homossexual. Portanto ser hetero ou homossexual é normal;

    só os intolerantes e ignorantes são anormais.

  13. 69 Noziraldo 05/05/2015 19:30

    Noziraldo no, no diga bobagem no.

  14. 68 francemir barra de oliveira 05/05/2015 19:16

    senhores viado ou não…se o cara quiser ter filho terá a hora que bem entender:qual o problema de ser isso ou aquilo nos dias atuais…o problema é ser intolerante como o Ziraldo é…realmente os canalhas e os intolerantes também envelhecem e dá pior maneira falando merda a torto e direito!!!!

  15. 67 deborah machado 05/05/2015 18:16

    O que está faltando a essa sociedade é amor ao próximo, ma isto só se consegue através dos valores com os quais criamos nossas crianças, tenha fé vamos em frente, nem tudo está perdido e vamos lutar juntas mães, acima de tudo, para que nossos filhos possam viver em paz.
    Parabéns por sua luta.

  16. 66 Domingos Matos 05/05/2015 18:11

    Pena que essa senhora, tão boa e de coração de ouro, nunca será avó de um filho desse filho tão amado.

  17. 65 will 05/05/2015 17:57

    SHOW LINDO OQUE FALOU PARABENS.

  18. 64 Wendel 05/05/2015 17:50

    Obrigado por me fazer sentir um pouco seu filho!!!

  19. 63 Janaina Motta 05/05/2015 17:40

    Essa imbecilidade dita por Ziraldo pelo menos serve para continuar dando visibilidade e espaço para o combate aos preconceitos e atrocidades cometidas por pessoas públicas Os Bolsonaros, Eduardo Cunha e todas as pessoas comuns que acreditam que o homossexualismo é crime ou doença. No fundo acredita-se que quem tem problemas em aceitar a homossexualidade tem dúvidas da sua sexualidade.

  20. 62 Tania 05/05/2015 17:31

    Excelente texto Maju Giorgi! Parabéns!

  21. 61 Luiz Carlos 05/05/2015 17:25

    Parabens.

  22. 60 DIVINO 05/05/2015 17:19

    Deus abençoe, você e todos que sofreram com a violência gerada pelo pré-conceito. Na minha visão e no meu direito de pensar e verbalizar, não tenho nada contra a decisão de qualquer pessoa optar pelo homossexualismo. Mas tenho o direito de ser contra a afirmação e o querer incutir na mente dos outros que ser homossexual é normal. Não acredito que simplesmente por não aceitar o relacionamento e repudiar o comportamento destas pessoas, estaremos fazendo apologia a algum crime.

  23. 59 arialdo t anjos 05/05/2015 17:05

    PARABÉNS!! Fiquei emocionado com seu desabafo!

  24. 58 mirian lucenas 05/05/2015 16:58

    Manda o Ziraldo plantar coquinho!

  25. 57 Fernanda Freitas 05/05/2015 16:51

    Maju minha amada. VC não representa apenas as mães LGBT, você representa TODAS NÓS que amamos, educamos e lutamos pelos nossos filhos. Mulher admirável.

  26. 56 alfredo sternheim 05/05/2015 16:47

    Ótimo o comentário de Majo. Fernanda Montenegro, com o extraordinário talento que tem, está dando uma dimensão maior a questão gay. Ela não se acomodou no sucesso e em vez de ser cumprimentada, louvada, Ziraldo se sai com essa bobagem preconceituosa. Sendo verdade, ele acaba de se destruir como artista e ser humano. Que triste chegar a terceira idade e fazer uma bobagem dessas. .

  27. 55 Giu 05/05/2015 16:35

    Acho que sou analfabeto, pois li a entrevista do Ziraldo e não percebi nada que pudesse causar essa revolta dessa senhora. Tudo bem sra, se voce acha legal homem ficar beijando homem numa afronta total aos costumes, é problema seu, eu não concordo e não aceito.

  28. 54 joão Alberto Azevedo 05/05/2015 15:44

    a senhora não conseguiu livrar-me do imenso terror \pavor desta e outras pessoas em posição de ter a atenção de outros e um microfone á mão ; mas lavou a minha alma com sua fala , pois este não é um texto mas uma fala ! A senhora com sua fala deveria encabeçar a correnete que há de levar á cadeia um MALAFAIA ! obrigado .

  29. 53 Jose Armando Esper 05/05/2015 15:29

    ao Monsek, nāo na maioria dos casos a velhice, só envelhece
    e nos bons, como a Fernanda, a velhice deixa o coraçāo mais leve.
    os bons sāo raros
    obrigado Maju
    obrigado Fernanda

  30. 52 Monsek Hevlan 05/05/2015 14:07

    Alguém avisa pra ele que não é uma questão de porcentagem, de números, é uma questão de valor à vida. E apologia é incentivo ao crime – o crime de ódio que ele incentiva é que pode ser chamado assim. / Eu pensava que com a idade as pessoas ficassem mais sábias.

  31. 51 Rita Colaço 05/05/2015 13:47

    Bravo, Maju, bravíssimo!

  1. ver todos os comentários

Os comentários do texto estão encerrados.